O coroa roludo e a empregada novinha

Me chamo Anderson 40 anos, moreno claro, 1,73 de altura charmoso, uma bela pika de 20cm, sou mineiro e fui morar em Brasília, assim que estabeleci na capital, eu arrumei um trabalho que ocupava muito meu tempo, então coloquei um anuncio no classificado procurando uma empregada que pudesse uma vez por semana dar uma faxina no meu apartamento, foi quando Larissa me ligou dizendo que precisava muito destas diárias pois vinha do Maranhão e morava com uma amiga e passava muitas dificuldades, ela disse que era novinha mas tinha experiência com limpeza porque ajudava a família desde pequena,

Pedi que viesse no outro dia para minha surpresa quando ela chegou era uma menina muito linda morena , baixinha com cabelos no bumbum, um corpo de modelo bunda enorme e empinada, seios pequenos mas bem durinhos fiquei sem ar, mas fingi que n senti nada e mostrei os afazeres e fui trabalhar um pouco receoso de quando chegar meu apartamento ter sido roubado, como trabalhava perto de casa eu sempre almoça em casa mesmo, então eu como sempre amei cozinhar disse que voltava pra almoçar e esquentava algo pra gente almoçar, trabalhei preocupado mas quando voltei na hora do almoço levei maior susto, quando ela abaixada com uma saia curta limpando o chão do banheiro acabei vendo sua calcinha e aquilo mexeu comigo e pedi desculpas de ter entrado assim, ela também desculpou por estar daquele jeito, eu disse tudo bem é que a muito tempo não vejo uma cena assim, e estou oito meses sem tocar em mulher e ai você já sabe,

E a partir daquele dia começamos ser mais íntimos ela sempre antes de ir embora me fazia um pouco de companhia, um certo dia era véspera de feriado e ela disse se podia dormir la em casa porque a amiga tinha viajado e so voltaria no dia seguinte e ela tinha medo de ficar sozinha, eu disse claro pode sim, arrumei o quarto de hóspede e ela foi dormir, todo dia eu masturbava pensando na minha empregada,

E ela sempre trabalhava em casa com saia curta porque ela sentia mais a vontade pra fazer as coisas, mas aquilo acabava comigo, era por volta de umas meia noite e meia e não conseguia dormi ai acendi a luz encostei a porta, tirei a cueca e comecei a masturbar meu pau tava enorme ate pulsando de vontade de comer uma buceta, quando de repente a Larissa entra de uma vez assustada dizendo socorro , eu disse o que foi ela ai tive um pesadelo, e acabei esquecendo q estava com pau duro na mão, ela olhou pra minha pika e disse nossa que pauzão,

Eu disse me desculpe não sabia que você entraria e então com a situação ele foi murchando, eu disse desculpe menina eu não aguentei dormir eu não paro de pensar em você, ai como não posso ter pessoalmente eu me acabo na masturbação e pra minha surpresa ela disse se o senhor deixar eu dormir aqui contigo e se prometer me comer bem gostoso eu realizo sua vontade, nisso meu pau endureceu de uma vez, e ela caiu de boca e mamava muito, como demoro gozar ela pode se divertir muito batia na cara dela com meu mastro grande, ela lambia a cabeçona vermelha que mais parece um chapéu, eu joguei ela na cama e disse vou te mostrar o que é um banho de língua, chupei ela todinha lâmbia a buceta e o cuzinho dela alternadamente,

Chupava os peitos dela como um bezerro faminto, eu fudia a buceta dela com minha língua só ouvia ela dizendo nossa to gozando de novo, ai eu chupava mais aquela buceta, até que eu disse agora você vai sofrer na vara, com ela deitada para cima tipo papai e mamãe eu fui pincelando na entradinha daquela bucetinha carnudinha e fui enfiando devagar pra ela sentir cada sensação, e comecei beijar sua boca, ela dizia nossa homem experiente é tudo de bom, sabe beijar e realizar uma mulher, e comecei meter devagar curtindo cada momento, e depois comecei a pegar forte dava tapinhas de leve na cara e dizia tava doida pra entrar na vara né putinha safada,

Ai ela falava fode esta bucetinha novinha tarado, você tava doido pra comer agora come, eu disse nossa Larissa to gozando, e ela gozou comigo também, e o pau continuou duro dentro dela, então ela disse achei que a festinha tinha acabado mas o pau não murchou, eu sou do tipo que quando meto as vezes vai três seguidas além de demoradas não murcha isso sem precisar de Viagra, então coloquei ela de quatro e vi aquela bunda linda e enorme e o cabelo caindo pelas laterais que cena mais deliciosa, meti a vara sem dó, ela dizia vai devagar que está indo la no fundo, eu disse vc hj vai sair ardida de tanto dar,

E metia sem dor ate que ela acostumou e mandava meter, depois meti a língua no cuzinho dela e tirei a pika e comecei a empurrar ela disse devagar nunca dei meu rabo, e fui com carinho e jeitinho e de repente estava tudo la dentro, no inicio ela chorava mas falava pra eu não parar, ate que gozei muito dentro daquele rabão, fomos banhar e depois voltamos pra cama e fizemos um 69 maravilhoso ela me mamava tão gostoso enquanto chupava a buceta dela e sentia ela gozando na minha boca,

Ela disse via safado me da leitinho também foi quando eu jorrei muito leite na boca dela e ela bebeu tudinho, neste dia fizemos tanta safadeza que terminamos só oito horas da manhã, e fomos dormir o dia todo, enquanto ela ficou em Brasilia eu comia ela toda vez que vinha pra meu apartamento, até o dia que foi embora pra sua terra, sinto saudade de uma mulher tarada e safada que gosta de pika de verdade e de homem que mete muito, se você mulher deseja realizar suas fantasias com um homem que sabe tratar uma mulher na cama, que é potente e pauzudo, charmoso, uma ótima companhia, brincalhão e muito safado manda um email com seu zap, te chamo no zap e podemos marcar algo bem legal, sei ser discreto,

Rate this post