Primeira vez dando pra um homem

Olá. Tudo bem?Vou lhes contar a história da minha primeira vez. É tudo verdade, pois não tenho nenhum motivo para mentir.Meu nome é André, tenho 32 anos e moro numa cidadezinha do interior do Rio Grande do Norte.

Tenho um corpo normal e 1 metro e 66 de altura. Meu pau mede aproximadamente 16 centímetros e tem uma largura normal (fazer o quê, né?).Eu sou muito tímido, não saio muito e só percebi que sou gay quanto tinha já 22 anos.

Não vou me alongar muito então vamos ao que interessa.Era um domingo à noite e eu estava no último dia de férias e doido para dar o cu pela primeira vez. Mas o que aconteceu foi pura coincidência, nada intencional.Eu estava dando uma volta, só caminhando a esmo quando passei perto dos quiosques onde funcionam barzinhos no centro da cidade.

Precisava mijar então entrei num banheiro público que fica próximo a esses quiosques e comecei a me aliviar. Enquanto mijava entrou um cidadão e começou a mijar junto a mim. Não havia nada de mais nele, só um sujeito comum um pouco mais velho que eu. Pra falar a verdade estava meio escuro lá dentro e não prestei muita atenção na aparência desse cara mas fiquei olhando pra sua pica, que era mais ou menos como a minha.Ele puxou conversa e falou que cerveja dá uma mijadeira. Eu nem bebia nessa época. Então não sei o que deu em mim e resolvi perguntar, muito receoso e com toda a educação que fui capaz: – Se eu te fizer uma pergunta, você não fica com raiva de mim?E ele disse: – Não.

Pode perguntar.Eu disse: – Você curte uma sacanagem com homens?No que ele perguntou: – Você quer chupar essa rola?Não consegui acreditar. Meu coração disparou e faltei pouco pular de felicidade. Eu nunca tinha chupado um pau então disse que sim.Ele veio pra mais perto então eu me abaixei e comecei a chupar o seu pau que ainda estava mole. O meu já estava duríssimo. Comecei a mamar e o pau dele foi endurecendo e ele disse: – Porra, você chupa bem demais! Você dá o cu?Disse que sim, é claro. E combinamos de ir numa quebrada perto da minha casa para ele me comer. Ele falou para eu ir na frente e ele iria depois de moto.Então fui indo em direção à minha casa, que era no caminho e também para pegar camisinhas. Enquanto eu caminhava meu pau estava muito duro. Peguei três camisinhas e segui em direção ao local. Ele passou por mim e buzinou.

Estacionou a moto no escuro e apertei o passo para chegar logo.Nós passamos por uma cerca de arame farpado e fomos para trás de um muro que dava para o mato. Ficamos atrás desse muro.Ele perguntou o porquê de eu ter escolhido esta vida. Respondi que porque eu só tenho atração por homens. Ele disse: – Então chupa essa rola.Abri o cinto, baixei a bermuda e a cueca dele e comecei a mamar. Ele ia à loucura com a minha chupada. Depois de um tempo parei de chupar e abri uma camisinha e botei no pau dele.Ele ficou em pé encostado no muro e eu na frente dele. Ele foi forçando a rola na minha bunda, mas era virgem e muito apertada, não queria entrar.

Eu cuspi no dedo e enfiei no meu cu, ia enfiar o segundo mas ele afastou minha mão. Apontou o pau de novo e forçou com força. Então entrou de vez. Puta que pariu! Foi a maior dou que eu me lembro de já ter sentido. Eu aguentei calado. Logo que entrou ele já foi bombando forte. Outro dor do caralho. Eu só apertava os dentes e aguentava. Eu não disse um ai nem pedi calma. Só aguentei.Ele me perguntou se eu estava gostando e eu menti dizendo que sim. Estava doendo muito. Eu me lembro que eu pensei: – Se for sempre doído assim então vou abandonar isso.Lembrando novamente que nós estávamos em pé. Ele de costas pro muro e metia com toda a força e batia com o quadril na minha bunda. Tanto que eu tinha que empurrar a bunda contra ele para não cair pra frente.

Ele me disse com a voz trêmula de prazer que eu era carinhoso e que se quisesse ele ficaria me comendo direto. Perguntou se eu fazia muito isso e eu disse que era minha primeira vez.Então a dor foi sumindo e eu comecei a curtir. Foi ficando prazeroso e eu gemi. Ele dizia que já tinha comido bucetas e outros cus de viados mas o meu era o mais gostoso.Ele demorou muito a gozar, bombou um tempão dando umas estocadas fortes em mim. Se deitou no chão de terra para que eu galopasse e eu montei naquele cacete gostoso. Depois voltou a em comer em pé. Então ele tirou e camisinha e disse que bebida é foda porque o pau dele tinha baixado um pouco e eu passei então a mamar de novo.Quando ficou todo duro eu pus outra camisinha e ele me comeu em pé de novo. Depois de um tempo metendo ele tirou a camisinha me mandando chupar outra vez e disse que eu me virasse nos trinta. Eu chupei até ele gozar na minha boca e eu também gozei mamando aquele pica deliciosa.

Cuspi sua porra e me levantei. Nos vestimos, ele apertou minha mão e foi embora. Fui pra casa com o cu todo machucado mas feliz como nunca. Foi um sonho realizado.Meu cu estava inchado e dolorido, ficou um dia inteiro assim. Doía para cagar, para me limpar e também lavar mas das outras vezes não foi mas assim.Espero que tenham gostado do meu relato. Desculpem se foi muito longo. Um abraço.

Rate this post