Meu Marido me Fez uma Prostituta Nessa Noite!

Somos um casal liberal, ambos bi ele 40 anos porte físico atlético 1,65 de altura branco, eu tenho apenas 1,52 de altura, 29 anos, magrela e branquela rsrsrs, curtimos muito sexo, praticamos swing e ménage e vivemos realizando as fantasias um do outro… outro dia estávamos lendo contos eróticos (que também adoramos) e nos deparamos com uma história que nos deu muito tesão, ela narrava uma experiência de um casal em que ela fez um programa como se fosse prostituta profissional com ajuda do marido inclusive exibindo a transa pelo celular para ele! Gostamos tanto do relato que resolvemos um dia tentar!

Era uma sexta feira a tarde, quando eu estava de folga do trabalho, por volta de 15 horas da tarde que recebi uma mensagem em meu celular, quando fui ver era o Carlos, meu esposo falando para eu me preparar e pôr a roupa mais sexy e ousada que eu pudesse que ele me levaria para fazer ponto naquela noite… lembrei logo do conto e o fogo ascendeu em mim, tomei um banho bem relaxante e gostoso, me depilei e fui procurar uma roupa de piranha para me vestir… coisa que não seria muito difícil uma vez que adoro roupa ousadas rsrsrs.

Marido chegou por volta de 19 horas e eu já o esperava de sandálias de salto alto, batom vermelho, meia calça arrastão preta, saia preta de couro e um top branco sem sutiã por baixo e por baixo da saia uma minúscula calcinha. Ele adorou e disse que não queria nem perder tempo, perguntei se não era muito cedo ele então respondeu que antes pararíamos em um bar para tomar uma cervejinha para relaxar e indaguei se eu ia assim mesmo ao bar e ele responde que sim, que piranha ia ao bar vestida de piranha.

No bar não visemos muita parada, foi só para saber se meu look ia chamar mesmo a atenção e tomar um drink para me preparar. Depois ele me levou até um bairro onde é reduto de prostituição aqui na cidade, procuramos uma rua que não tivesse ninguém fazendo ponto e a uns 20 metros de um sinal ele parou e me disse, – Vai à luta piranha! Desci do carro um pouco sem jeito ainda, mas já com muito tesão, parei na encruzilhada próximo a um semáforo onde a luz do poste iluminava e não demorou a começar a passar carro e a parar e perguntar o valor do programa… Nossa, aquilo me deu muito tesão, comecei dizendo que eram R$ 200,00, mas, quando não me interessava pedia para voltar outra hora, pois, esperava um cliente marcado. Até que parou um carro um pouco mais luxuoso com um senhor bem arrumado e muito educado, apesar de não ser bonito, e perguntou o valor do programa, quando

respondi ele abriu a porta eu entrei e ele disse que eu era muito bonita e perguntou se eu tinha local de preferência, disse que não, mas que poderia ser no motel mais próximo e revelei que eu não era prostituta, que eu era casada e que aquilo era uma fantasia que estávamos realizando e que meu esposo seguia nos no carro atrás, que se ele não quisesse participar eu entenderia mas se ele topasse eu garantia que seria uma ótima profissional. Ao contrário do que imaginei ele se entusiasmou e disse então ter tirado a sorte grande e teria o enorme prazer de nos ajudar a realizar a fantasia… entramos no motel ele pediu a suíte mais cara encostou o carro na garagem e veio para meu lado e perguntou se profissionais também beijão, respondi que sim que comigo era serviço completo ou o dinheiro de volta e beijei aquele estranho como se fosse meu trabalho de fato satisfazer aquele homem ao máximo, entramos na suíte ele pediu champanhe e eu comecei a tirar suas roupas beijando carinhosamente, ele então voltou a me beijar e

disse que estava encantado comigo e me levou até a cama tirou meu top, levantou minha saia, passou a mão em minha bunda e era extremamente gentil, nesse momento a campainha tocou e alguém anunciou as champanhes respondi que buscaria, me levantei tirei a saia e fiquei só de calcinha, meia calça e sandálias quando cheguei na mesa onde estavam a champanhe ele veio por trás de mim me abraçou rosando seu pau já duro em meu bumbum e segurando em meus seios, me virei arranquei sua cueca e comecei a chupar seu pau, não era um pau grande mas era grosso bem peludo e neste momento eu já me sentia com a fantasia realizada, pois estava sendo uma ótima puta… ele me levantou serviu o champanhe e depois de provar decidi ligar para meu marido, que já devia estar incomodado com o tempo, pus o celular em chamada de vídeo o apresentei ao senhor e mostrei a ele que já estávamos nos

entendendo muito bem, eu quase nua, meu cliente já totalmente nu e voltei a chupa-lo para que o Carlos visse, ainda com a boca próximo ao pau do cliente disse que iria desligar porque tinha que dar atenção ao moço, o Carlos pediu pra falar com homem e ouvi quando ele disse que era para ele cuidar bem dessa piranha que ia ser a melhor foda da vida dele e desligou, então chupei mais um pouco o pau do homem e chamei ele para a cama, já na cama ele tirou minha calcinha e ficou louco com minha xaninha de mocinha lisinha e cheirosa e caiu de boca na coitada rsrsrs… confesso que ele não tinha muita habilidade ali não, mas, ainda assim o tesão era tanto que gozei em sua boca, depois chupei seu pau mais uma vez, apanhei a camisinha e vesti nele com a boca, já tinha feito isso outras vezes, e perguntei como ele queria comer aquela puta… ele me deitou na cama carinhosamente, tirou minha sandália, minha meia calça, beijou meus pés, passou a mão por toda extensão das minhas pernas, beijou minha buceta, beijou minha barriga, meu umbigo e começou a mamar meus seios enquanto se ajeitava entre minhas pernas e quando ia me penetrando me beijou a boca como se me namorasse, achei fofo e perguntei se ele tratava toda piranha assim, ele

respondeu que mulher é sempre uma ser especial pra ele, e que eu em especial estava sendo uma das melhores mulheres da vida dele… achei lindo e olhei bem safada nos olhos dele e disse então me fode que seu tempo está acabando. Me senti muito poderosa e muito puta naquele momento e comecei a gemer gostoso para aquele homem que não resistiu e gozou logo, pedi que ele tirasse de dentro, tirei a camisinha dei um nó pus outra camisinha nele, percebendo que ele ainda estava duro, fiquei de quatro e pedi que metesse bem forte agora, dava para escutar nossos corpos se chocando e nosso gemidos de longe e quando anunciei que iria gozar de novo ele também gozou e caímos na cama… pensei que estava na hora de me despedir mas ele acariciava meu bumbum ainda então resolvi apelar, e

disse que se ele me pagasse mais R$ 50,00 podia comer meu cu, nossa o homem pulou pegou a carteira e jogou cem, duzentos, trezentos reais em cima de mim e disse que pagava mais cem, peguei o dinheiro, pus em cima da cama, peguei outra camisinha, chupei aquele pau todo melado de porra até ficar duro de novo pus a camisinha nele me deitei sobre um travesseiro empinei bem meu bumbum fiz outra chamada de vídeo para meu marido, que a essa altura já reclamava que estava demorando filmei o dinheiro e disse ao Carlos, – amor, ele pagou mais cem para comer meu cu espera só mais um pouquinho e mostrei o homem se ajeitando em meu bumbum e desliguei o celular, como eu disse antes, o pau do homem não era grande, mas, era bem grossinho e precisei relaxar um pouquinho, mas, nada que eu já não estivesse acostumada e não demorou para aquele homem gozar novamente agora cravado em meu rabo…
Me levantei, dei um beijinho nele e disse que o tempo dele havia acabado e que esperava que ele estivesse gostado e fui para o banheiro tomar uma ducha… quando sai ele me pediu se poderíamos marcar outras vezes, se eu queria ser fixa dele, me ofereceu mais dinheiro só respondi que ele foi um ótimo cliente, mas, que já estava na minha hora.
Logo que saímos do motel o Carlos já me esperava do lado de fora dei tchau ao cliente que me pediu telefone, email, nome verdadeiro (há disse a ele que me chamava Luciana), agradeci a ele por nos ajudar a realizar aquela fantasia, mas, que ali fora eu não era puta mais.
Entrei no carro do meu amor que me esperava de pau duro, e fomos para outro motel onde paguei a despesa com o dinheiro da minha experiência profissional rsrsrs. E esta foi uma das fantasias mais gostosas que realizei, tanto que gozei novamente ao escreve-la…

Rate this post