Esposa dopada 2 Marido tira proveito

Esposa dopada 2 Marido tira proveito
Voltando ao relato (conto) anterior logo após ter levado Pedro ao portão ele veio com um tom de Sarcasmo me falando; cara sinto muito, mas não pude resistir foi a vez que meu Pau mais gozou na vida, que ele ainda sentia o Calor da Buceta da minha Esposa na sua Rola, que eu deveria cuidar para não perder ela, nessa hora fiz cara de surpresa de quem não entendeu.
Aí ele diz somos sócios agora quero comer sua Putinha sempre, afinal ela vai sentir a falta da minha rola amanhã , ela vai saber que foi uma Rola de verdade que abriu ela, e vamos poder comer ela juntos na próxima, mas com ela acordada oque você acha?
Eu calado sem saber oque dizer só com um calafrio de medo de que ela pensaria ou como reagiria, mas com um tesão que ainda tomava conta de mim disse a ele vamos conversar melhor amanhã, ele riu com jeito de quem já sabia minha resposta; voltando para dentro de casa com aquelas palavras ditas me assombrando como se tivesse batido um Arrependimento do que deixei acontecer com minha amada esposa, fiquei um pouco na sala com a TV ligada e como estava tarde fechei a casa fui até a lavanderia peguei toalha limpa e um balde com água Morna e pensei vou Limpar a Rafaela (esposa) quando levantei o Lençol pensei;
Caralho veio, ele fodeu mesmo a Bucetinha estava de um aspecto arregaçado com os Beicinhos inchados e com um vermelhidão e sem dizer a porra que já tinha vazado e a que ainda estava vazando, comecei a limpar ela e aquilo foi me dando muito tesão e como ela estava pronta para tudo e totalmente apagada; e meu Pau estava a ponto de explodir o tirei para fora e comecei a bater uma punheta bem devagar e vendo aquela Bucetona toda fodida pincelei ela com Pinto e já penetrei com força.

Nessa hora vejo a diferença do tamanho da Pica do Pedro , não era só a entrada da Buceta que estava bem aberta mais seu interior estava todo aberto, depois de umas dez estocadas tirei o pinto de dentro e estava cheio de porra do Pedro cara aquilo me deu nojo pra caralho mais o tesão era insuportável continuei bombando em um vai e vem frenético chupando seus peitos e mordendo seu pescocinho com carrinho e ansiedade, fui com o Polegar da mão em seus Lábios em forma de como tivesse passando Baton nessa hora encontrei o gatilho que me faltava, a excitação veio igual a um animal devorando sua presa.
Bombando e bombando com muita força sentindo a porra do Pedro respingando em minhas pernas e no último controles que pude resistir antes de gozar tirei o Pau é fui até sua boquinha, meu pinto estava encharcado da porra do outro e mesmo assim coloquei ele quase todo dentro da sua linda boquinha Gozei e como Gozei meu DEUS, aquilo foi coisa de outro mundo senti cada gota do meu esperma inundando sua Gargantinha ainda Virgem sem deixar escorrer nenhuma gota para fora de sua boca, por ela nunca ter deixado eu gozar na sua boquinha aquilo era ainda mais maravilhoso de que poderia ser.
Após alguns instantes com o pau na sua boquinha deitei desfalecido ao seu lado com um ar de satisfação e extrema excitação.

Rate this post