Meu noivo comeu a namoradinha dele

Oi o que vou descrever aqui aconteceu no início deste ano (2019). Confesso que já li vários contos mas escrever, jamais. Me chamo Júlia e meu noivo Du. Como já li vários contos, já é de costume trocar os nomes. Bom, eu e Du somos noivos já com casamento marcado para o final deste ano.

Somos jovens e com modéstia a parte bonitos mas não vou descrever todas as nossas medidas. Sempre fomos muito ativos na cama, tentamos apimentar e tudo que é possível e nos agrada na cama afinal, entre quatro paredes vale tudo.

Uma certa vez durante nossa transa começamos a falar sacanagem o que não era muito de costume e isso nos excitou muito. Como disse sempre fomos quentes mas por mais que seja algo “bobo” nunca falamos bobeiras durante nossas transas e como uma simples frase pode causa efeito durante uma transa. A partir deste dia sempre falávamos sacanagem e a coisa toda foi evoluindo.

Uma certa vez disse para Du me chamar por outro nome, imaginar que estava com outra. Tipo foi espontâneo e quando ele falava de outra no meu ouvido eu gozava ia pedindo pra ele contar de aventuras dele com outras namoradas que teve e tal.

Enfim isso apimentou demais e serviu como ponto de partida pra gente sair da conversa e colocar uma outra garota na cama. Claro conversamos sobre isso já estava mais do que claro que eu queria ve-lo com outra só não imaginaríamos o trabalho que isso iria dar. Enquanto não acontecia, cada vez que íamos pra cama ele contava algum caso do passado . Uma vez mais a noite em um barzinho flertamos com algumas garotas mas sem sucesso. Na volta pra casa paramos o carro, era noite e meio deserto e comecei a chupá-lo ali mesmo imaginando se desse certo com alguma garota aquela noite, como seria.

Após tentar tentar e tentar, recorremos ao famoso Tinder. Não quero prolongar muito mas conhecemos um casal de namorados (Elias e Michele), jovens também que eram iniciantes como a gente. Ele (o namorado) tinha o desejo ver sua namorada com outro e eu, queria ver meu noivo com outra ou seja, era situação perfeita. Conversamos por umas duas semanas e nos encontramos. Na verdade nos encontramos duas vezes mas apenas pra nos conhecer melhor sem acontecer nada demais além claro do flerte do meu noivo com a namorada dele. Nós quatro ali já imaginando o que iria acontecer deixava o tesão explicito no ar. Até que marcamos e chegou o grande dia ou melhor, noite.

Pra não prolongar muito fomos a um Motel. Meu noivo estava lindo e tínhamos combinado de rolar entre eles e eu e o Elias apenas assistir nossos pares transando. A gente já tinha feito a reserva no Motel tudo pra acontecer perfeitamente sem nenhum imprevisto.

Apesar de que eu e meu noivo sempre fomos safados na cama, nunca tínhamos chegado a esse ponto de ter uma terceira pessoa. Isso era novo e me deixava nervosa. No Motel sentei na beirada da cama e Elias em uma poltrona. Estava todo mundo nervoso, ansioso e excitado. Michele estava linda com um vestido bem curto tão curto que como ela mesma disse, não usaria na rua rsrs só vestiu em casa, entrou no carro com seu namorado e depois no Motel. Meu noivo não tirava os olhos dela e eles estavam frente a frente meio tímidos meio que esperando um tomar a iniciativa. Os dois meio que tomaram a iniciativas junto e quando começaram a se beijar, me deu um frio na barriga acho que só quem passou por isso sabe a sensação.
Vontade de parar tudo ali na hora e ir embora lutando contra a vontade de continuar e ver onde ia dar e assistir tudo. Nunca fiquei tão nervosa, tremula e excitada igual neste dia estava com um nó na garganta rsrs. O nervosismo deles foi passando e por falar em passando, a mão do meu noivo já passava na bunda dela rsrs que com aquele vestidinho não havia dificuldade nenhuma e os beijos estavam intensos.

Olhei pra trás Elias estava nitidamente nervoso mas assim como eu queria ver meu noivo com ele até o fim, ele queria ver a namorada dele com outro. É um misto de ciúmes que é sobreposto pelo tesão que fala mais alto, Quando eles tiraram a roupa lentamente, se beijavam e meio vi meu noivo chupando os seios dela, nesta hora sabia que não dava pra parar mais, já não estava tão nervosa só tremia um pouco.
Michele rapidinho se agachou e começou a chupar meu noivo.

Nossa é que eu estava tímida não queria me expor, tirar minha roupa e começar a me tocar tinha o Elias ali também aposto que pensando o mesmo que eu e o combinado era de apenas assistir os dois. Percebi que ela chupava meu noivo olhando pra ele e timidamente olhava pro namorado dela tipo provocando. Du estava até ofegante até que ela se levantou, deram mais um beijo e ele colocou ela deitada na cama e retribuiu a chupada. Depois disso Du se deitou e ela montou por cima. Ver ela cavalgando no meu homem, com aquela bundinha definida com marquinha, ver o pau duro do Du ali que estava se deliciando me fazia pensar: quem em sã consciência oferece seu parceiro para outra pessoa? Eu estava sendo traída, sendo corna mansa e o pior querendo e gostando disso. Será que eu não me precipite? Bom foi isso que eu pensei e já adianto que estive 100% certa no que fiz. Ela cavalgava, parava pra beijá-lo e depois ele metia frenético. Inverteram e ele foi por cima e ela por baixo.

Du não podia ficar 100% frenético se não iria gozar. Os dois se abraçaram bem forte, ele com os dois braços abraçando o pescoço dela e ela com um braço no pescoço dele e o outro na bunda do meu homem. Du ia metendo bem devagar e ela suspirando gemendo gostosos. Eu vendo os dois ali fazendo amor boca a boca sem parar de se beijar só ouvia o suspiro. Eu estava me contorcendo por dentro e eles começaram de quatro com Du bombando mais forte e ela olhando pro namoradinho dela e disfarçava e me olhava também.

Quando meu noivo ia gozar e tirou a camisinha pra gozar no bumbum dela ela segurou ele e disse não ai não e começou a chupar pedindo na boca. Ela mal começou o boquete e Du não agüentou e começou a jorrar no meio do boquete. Eu fiquei tipo em choque vendo aquela cena linda, ela com a boca rosto gozadinho . Elias a olhava surpreso e satisfeito.

Terminaram e Elias se levantou, conrevramos muito pouco e ele disse que ia esperar no carro enquanto eles iam pro banho. Eu fiquei ali sozinha esperando. Eles não demoraram e saíram trocados com cara de satisfeitos e com aquele sorriso. Saímos do quarto e fomos pra garagem onde Elias esperava no carro. Enquanto a gente se despedia, meu noivo já estava no carro, Michele me abraçou despedindo e me disse, com um tom provocativo mas claro no bom sentido me dizendo: seu macho foi ótimo corninha obrigada.
Fomos embora cada um seguiu seu rumo. Em casa já fomos pro quarto já fui tirando a roupa e falei pro meu noivo que era bom que tinha sobrado fôlego pra mim. Transamos duas vezes a noite e foram as minhas melhores que só de pensar já ficou louca. Enquanto ele me comia eu só fechava os olhos com a cena deles no Motel. Meu noivo dizia baixinho no meu ouvido: gostou corna foi pra vc.

Nossa ouvir isso dava até umas pontadas no meu coração me deixava trêmula. Se era bom imaginar ele com outra, ver então foi muito melhor do que imaginava. Transávamos feito doido a semana inteira eu pedia pra ele me chamar de corninha baixinho no ouvido me deixava louca. Falamos pouco com Michele e Elias pela internet. A gente tinha combinado de que acontecesse apenas uma vez pra não ter muito envolvimento. Depois disso eu e Edu fizemos mais uma vez mas com uma solteira e estamos aguardando uma terceira vez.

Rate this post