Mulher e cunhada estupradas

Minha mulher e minha cunhada herdaram com o falecimento de meu sogro uma chácara afastada da cidade. Como minha cunhada se aposentou e é viúva foi morar lá com sua filha que é especial e passou a fazer artesanatos e cultivar plantas para vender.

Minha mulher foi demitida do emprego e passou a ajudar no negócio já que sempre se deram muito bem.
Elas já tem meia idade embora muito conservadas. Devido a distancia algumas vezes elas preferem posar na chácara por economia e para minha cunhada e sobrinha não ficarem sozinhas e nem minha mulher ter que voltar sozinha.

Eu não me importo porque já estamos casados a mais de 30 anos e aproveito para ficar até mais tarde com os amigos no barzinho tomando umas…

Certa vez, dois jovens rapazes foram na chácara procurar emprego, um alto e magro o outro mais baixinho e gordinho.

Eles estavam de bicicleta e tinham boa aparência e boas vestes. Mas elas não tinham interesse em contratar funcionários.

Ocorre que no dia seguinte os rapazes voltaram a noite com uma conversa mole para repensarem em contratá-los, porém diante da nova negativa mostraram uma arma e anunciaram que não fariam nenhum mal a elas e a minha sobrinha mas que queriam sexo.

Apesar do desespero inicial e choro de ambas que suplicaram para eles não agirem assim eles se mostraram irredutíveis e fecharam a menor num dos quartos e levaram as duas para o outro quarto onde haviam duas camas de solteiro. O alto agarrou minha mulher e o gordinho forçou minha cunhada ficar de quatro e passou a estupra-la com vigor.

Minha mulher ficou desesperada ao ver a cena e começou a chorar novamente, a cunhada parecia não resistir suplicando para que não fizessem nada com a filha.

O alto era mais calmo e de fala mansa, e tirou um pinto enorme das calças e mandou ela chupar. Ocorre que minha mulher jamais tinha feito sexo oral.

Ela nunca tinha mostrado interesse e eu por respeito nunca tinha pedido.

Mas diante da recusa dela ele deu uns tapas na cara dela e exigiu que ela abrisse a boca e fizesse o serviço direitinho.

No começo ela ficou meio desajeitada mas ele começou a meter na boca dela e ela vendo a irmã sendo fodida de quatro e com a tora no alto na boca.

Logo ele mandou ela baixar a roupa e passou a chupa-la com muito tesão dizendo palavras doces e grosseiras, deixando a bem lubrificada. Daí passou a tentar enfiar o pau nela, mas era muito grande e ela estava tensa e rija não facilitando as coisas.

O meu pau é pequeno e o dele era enorme. Mais uns tapas na bunda e ele ordenou que ela relaxasse ou seria pior pois ele iria machuca-la … Aos poucos ela foi cedendo e ele foi enfiando a vara inteira nela e passou a meter forte.

Aos poucos, embora chorosa ela foi relaxando e ele ficou longo tempo metendo. Dando pro alto e pintudo e vendo a irmã que já rebolava no pau do gordinho, ela também passou a aceitar a trepada, embora com timidez.

Até alguns gemidos e beijos ela já se permitia. Mas a irmã começou a dar sinais que estava gozando e que tinha gostado da trepada pois gemia e chorava no pau do gordinho que demorava pra gozar.

Para surpresa dela ela também começou a ter orgasmos múltiplos, coisa que nunca tinha tido comigo e também passou a gemer como que aceitando o estupro com prazer. O gordinho gozou fazendo escândalo e alarde e logo o alto também lambuzou minha mulher de porra até o estase.

Os dois fizeram elas chuparem até limpar toda porra que tinha sobrado. Pediram o dinheiro que elas tinham na bolsa e foram embora de bicicleta sem lhes causar mais nenhum mal.

Minha mulher nunca me contou essa história, soube pela minha cunhada que pediu segredo, pois minha mulher não queria que eu soubesse.

Mas elas resolveram não denunciar o estupro para não se exporem e porque no fundo haviam gostado do serviço.

O que sei é que a partir desse dia minha mulher passou a se interessar por sexo oral e passou a ser muito mais fogosa na cama comigo. E minha cunhada passou a frequentar os bailes da vila sozinha … rssssss
Daniel

Rate this post