Malik me Viciou

Voltemos aquela velha maneira de me apresentar. Me chamo Alanna, tenho 26 anos. Paulista desde sempre, mas morando atualmente em Blumenau.

Tenho 1,68 e peso 63kg. Cabelo na altura do ombro, loira. Minha bunda é grandinha, mas não tanto, seios também.

Confesso que estava com muita vergonha em relação a esse conto, mas é um tanto quanto idiota sentir isso, levando em conta as coisas incríveis que já li aqui. Então, no momento, estou com muito tesão e ansiosa para escrever sobre isso.

Aconteceu o seguinte. Neste mesmo site, conheci uma garota no chat. Li vários de seus contos e acabei contatando ela. Após vários dias trocando mensagem, acabei que me vendo desejando fazer o que ela fazia.
Isso ficou na minha cabeça por um bom tempo.

Eu e Alice (nome fictício para minha mãe) concordamos que ela e minha irmã deveriam aceitar uma viagem que foi dada pela empresa. Passariam a tarde toda num parque fora da cidade. Elas não queriam ir, pois eu teria que trabalhar nesse dia. Mas no fim convenci as duas a irem sem mim

No tal dia, fui trabalhar normalmente. Chegando em casa, tirei a roupa e deitei no sofá. Eu iria tomar banho, mas fiquei mexendo no celular por um tempo. Enquanto fazia isso, inconscientemente passei os dedos em minha xaninha. Tive um calafrio. Então aproveitei que estava sozinha e comecei a massagear meu clitóris devagar.
Estava com muito tesão, assim como agora. Naquele momento uma idéia louca passou pela minha cabeça. Tão louca que pensei várias vezes no quanto aquilo parecia errado.

Mas mesmo com aquele pensamento, o máximo que consegui foi afastar aquela idéia momentaneamente, pois no instante seguinte já estava me levantando e indo para meu quarto.

Deitado no chão estava Malik, meu cachorro. Ele não é de raça, mas tem os pelos dourados e lembra bastante um golden retriever, exceto pelo tamanho, que fica até a altura de meus joelhos.

Naquele momento eu estava com muito tesão, e acabei fazendo aquilo sem pensar muito.

Me agachei perto dele e fiz carinho em sua cabeça. Ele ficou me encarando, virando o rosto de leve enquanto recebia o afago.

“Faz de uma vez” pensei.

Coloquei a mão entre minhas pernas e meti alguna dedos dentro de minha boceta. Gemi baixo e sentir meus dedos me penetrarem só me deixou com mais tesão.
Após isso, retirei eles, molhados, e coloquei perto do rosto de Malik.
Ele ficou olhando por um tempo sem fazer nada, o que quase me fez desistir, mas aí senti a lingua áspera cobrir meus dedos. Ele lambeu tudinho. Vendo aquilo, minha boceta começou a ficar encharcada.
Malik percebeu, pois logo colocou o rosto abaixo de mim, me forçando a sentar de pernas abertas.

Eu gemi como uma puta enquanto a língua do meu cachorro se deliciava com o suco que escorria de minha xaninha. Ele lambia incansável, indo para as coxas as vezes, mas voltando para minha grutinha logo em seguida.

Acariciei seu pelo atrás da orelha enquanto tentava a todo custo não gritar de tesão. Eu tremia, louca de prazer e sentia meu gozo chegando em breve.

Acabei mordendo o lábio tão forte que senti o gosto de ferrugem quando um pouco de sangue surgiu. Entao eu gozei. Gozei igual uma cadela no cio. Como uma putinha safada que acabara de deixar o próprio cachorro chupar sua boceta.

Tive que afastar Malik, pois ele não parava de me lamber, e eu já estava tendo espasmos.

Vi que seu pênis estava pulsando, vermelho e grande. Eu estava prestes a fazer outra loucura, mas então senti novamente o gosto ferruginoso do sangue, logo, optei por parar por ali, pelo menos naquele dia.

Num outro dia ou noite, talvez eu escreva sobre a outra vez que fiquei sozinha com Malik.

Beijos, e boa gozada á todos.

Obs: Ainda sou louca por você lala!

Rate this post