Como iniciei no Swing. Parte 01 (Real)

Meu nome é Siqueira, hoje tenho 40 anos e sou casado com Thais que tem 33 anos. Éramos religiosos e casamos virgens a 15 anos atrás.

Quando casamos eu tinha 25 anos e ela tinha 18 recém completados. Eu sou moreno claro com 1,67 de altura e ela branca, falsa magra, com 1,67 de altura também.

Nós não tínhamos experiencia no sexo e só depois de muito praticar que consegui fazê-la gozar de verdade, pois a ansiedade e a inexperiência nos atrapalhavam.

Pra melhorarmos o sexo resolvemos alugar alguns DVDs pornô pra tentar fazer algo parecido com os filmes. Na primeira vez que aluguei, envergonhado na locadora, peguei na locadora 4 filmes e corri ansioso pra chegar em casa e minha esposa Thais me esperava curiosa com o que eu estava trazendo.

Nos preparamos tomando banho. Eu moreno, vesti uma cueca branca, onde eu já estava bastantes excitado, meu pau de 17cm tremia e ela vestia uma lingerie vermelha bastante sensual que se destacava nela por ser branquinha e bem nova, aquele corpo maravilhoso e cheio de energia, falsa magra com tudo em cima, peitos grandes, bunda empinada e uma buceta depilada e semi-virgem e um cheiro de uma creme que ele usava pra ficar cheirosa sempre que fazíamos sexo.

Sentamos na cama e ligamos o DVD e o primeiro filme escolhido foi um clássico do pornô, “Pirâmide”, se trata de um pornô com estória e os atores e atrizes eram todos lindos e as cenas eram muito inspiradoras e Thais estava totalmente eufórica pra ver o filme.

Já nos trailers estávamos hipnotizados com o que víamos, lindas mulheres chupando e levando paus absurdamente grandes e gozadas na boca e muito leite sendo engolido, até que iniciou o filme propriamente dito.

O filme foi rolando e ela sempre me punhetando e eu acariciando o clitóris dela por dentro da calcinha que estava totalmente melada de tesão e uma cena chamou nossa atenção. Havia uma cena de (swing) troca de casais, que a princípio ela criticou achando um absurdo uma esposa dando pra outro homem, mas de repente percebi ela mais inquieta, abrindo mais ainda as pernas e pedindo pra que eu a masturbar-se mais rápido e com mais força e assim o fiz.

Os casais do filme trocavam de esposas e faziam ménage, anal, oral e todo tipo de sacanagem possível até que gozaram um na mulher do outro ao mesmo tempo.

Assim que terminou a cena ela não aguentou o tesão e pediu pra que eu chupasse a buceta dela, minha cara enfiada naquela xereca melada e com cheiro forte de tesão, eu chupava com muita vontade e ela gemia e tremia de tesão. Thais não falava nada, apenas gemia, e quando estava perto de gozar tirou o meu rosto e me deitou com força e abocanhou o meu pau, nesse momento ela alternava a chupada e conversava comigo se atrapalhando com as palavras como tivesse como medo de falar, mas me perguntou o que eu achei da cena de troca de casal. (Confesso que quando adolescente conhecia um casal de namorados que curtia swing e os relatos dele me davam vontade de fazer o mesmo), e respondi a Thais que apesar de ser uma loucura e não saber se teria coragem(na verdade eu tinha) eu tinha vontade de experimentar, ela me chamou de safado e louco e começou a lamber o meu saco e descer a língua no meu cuzinho, de repente começou a passar o dedo no meu cú e abri as pernas e levantei mais a bunda pra que ela metesse o dedo com mais facilidade, ela tentou colocar mas faltava mais lubrificação. Pedi para que ela melasse os dedos na buceta e enfiasse no meu cú e assim ela fez, o tesão era inexplicável e ela me pedia que desse outro pau a ela w quando estava já gozando ela que ela sentou no meu pau latejando e começou a cavalgar rápido e gemer muito.

Mandei-a imaginar me cavalgando e chupando o pau de um dotado e ela disse que era tudo que queria naquele momento e eu enlouqueci, minhas orelhas esquentaram, fiquei com dificuldade de respirar de tanto tensão, pois pensei na cena onde a esposa chupava o pau enorme de outro homem na frente do esposo.

Peguei ela e coloquei de quatro e enfiei com muita vontade e bem fundo naquela buceta apertada e quente. Ela já gozando falei pra imaginar outro cara dotado metendo nela enquanto me chupava ao mesmo tempo. Ela começou a tremer e gozou muito, um gemido demorado e muita tremedeira, eu também não aguentei e gozei naquela buceta quente. Quando tirei meu pau, escorreu todo meu leite naquela buceta rosa e apertada.

Ela caiu na cama de bruços sem dar nenhuma palavra, parecia que tinha perdido toda energia, e meu pau parecia que ainda queria continuar mesmo tendo gozado naquele momento.

A vergonha de falar sobre o assunto que conversamos no sexo nos deixou em silencio naquele momento, mas depois de alguns minutos começamos a nos soltar e voltamos a falar sobre swing e perguntei se ela queria realizar essa fantasia, ela desconversou mas percebi que era só vergonha e que se eu tentasse ela cederia….

Continua….

professorconta@outlook.com

Leia mais contos casais de swing

Compartilhe com seus amigos:

2 comentários em “Como iniciei no Swing. Parte 01 (Real)”

  1. Meu nome é camila tenho 18 anos moro com meus pais que sao casal liberal. Perdi meu cabaço com 12 anos. Era uma sexta feira anoite meu pai pegou o carro e trouxe 5 homens estranhos para beber em casa e fuder minha mãe eu adorava assistir. Esse dia estavam todos pelados no sofá bebendo pelado de pau duro e conversando. Eu pedi para meu pai se podia pegar no pau de um deles meu pai deixou. Eu comecei pegar e minha mae falou para eu ir brincar com ele no meu quarto ele era barbudo e coroa já. Eu fui com ele para meu quarto e outro deles foi junto. Meus pais foram com os outros 3 para o quarto deles. Um chamava mauro outro pedro. Fecharam a porta do meu quarto e tiraram minha roupa. Mauro falou assim:- o cú dela é meu pedro concordou e disse que nao teria dó. Chupei os dois pedro deitou e mandou eu ir por cima, e me puxou de uma só vez e o pau dele entrou de primeira na buceta, doeu muito comecei chorar, mauro por tras tapou minha boca e enfiou no meu cú fui fodida até amanhecer mais gostei. Depois no outro dia eles foi embora, eu transei com meu pai e mamae filmou.
    Eu comecei a viciar em sexo, um dia estavo sozinha em casa o velho que cata reciclagem bateu palmas perguntando se tinha latinha falei que sim pedi para ele entrar em casa olhei para ver se ninguem viu e fechei o portão. Mandei ele se sentar na cadeira da cozinha dei café e pão para ele. Falei que daria as latinhas a ele mais ele teria que fazer um favor. Ele perguntou que seria! Falei que iria tomar sol e se ele podia passar bronzeador em mim ele aceitou! Do lado de casa estavam construindo um sobrado e estava cheio de pedreiros. Eu coloquei uma toalha no gramado do quintal de casa tirei meu shorte e blusa fiquei só de calcinha e sutiã e deitei de bunda para cima e mandei o velho passar brozeador em mim os caras da obra ficaram todos olhando. Depois virei de barriga para cima fiquei de top less e o velho passou amao. Depois fui fuder dentro de casa e mandei o velho voltar na outra semana. No dia seguinte fui tomar sol de seios de fora só para os pedreiros ficar me olhando. Até que um deles pediu se eu podia dar uma garrafa de aguá a ele, mandei ele vir pelo portao abri ele entrou, falou que eu era gostosa perguntou minha idade falei 12 ele não acreditou! E elogiou meu peito kkk. Perguntei se ele queria dar uma chupadinha ele falou que sim. Levei ele até o quintal coloquei uma cadeira pedi para ele sentar sentei no colo dele de frente colocando os seio na boca dele sem me tocar os amigos dele ficaram loucos mandei ele ir e perguntei quantos eles eram, ele falou 5 combinei de todo dia vir um de cada vez em casa me foder e assim fiz. Até um dia de sabado meus pais estavam em casa era hora de almoço todos pedreiros estavam bebendo em frente de casa no bar. Eu estava tomando sol . Vesti um shorte de meia calça sem calcinha que eu fiz e das pernas da meia calça fiz de blusa e sai escondido e fui no bar que estava lotado, todos pedreiros estavam sentados na mesma mesa bebendo ficaram babando pois era bem transparente! Eu me sentei no colo de um deles e me deram cerveja! Depois fui na obra e dei para eles todos.

Deixe uma resposta