A minha esposa o chefe dela e eu

A (minha esposa) trabalha em uma empresa e seu chefe é seu amante a algum tempo.

Ela é uma morena muito gostosa e fogosa , e eu confesso que não dava conta de satisfazer ela na cama. Aí ele começou a trabalhar nesta empresa e não demorou a ter A primeira transa com o seu chefe (um homem que apesar de seus cinquenta e poucos anos é muito bem de saúde e está com um físico invejável ainda), A minha esposa tem 37 e eu 43 anos.
Sempre soube de suas puladas de cerca e em algumas até incentivei, como no caso do seu chefe. Um dia fomos a uma festa da empresa e tomamos muita cerveja, a minha esposa estava com um vestido estonteante e chamou a atenção de todos os homens da festa. Resolvemos ir embora e chamamos um carro através de um aplicativo, o chefe dela foi junto e ele e a minha esposa sentaram no banco de trás enquanto eu sentei na frente.Pude ver que os dois conversavam baixinho e até uns beijinhos rolou durante o trajeto. Ao chegar em casa a minha esposa foi tomar um banho e eu e o chefe dela ficamos tomando umas cervejas a mais.Logo após foi a vez dele ir ao banho e por último fui eu, quando retornei a sala a minha esposa estava somente de baby doll e uma tanga minúscula e o chefe dela de calça e sem camisa. Conversamos mais um pouco e eu tive que me ausentar da sala por uns minutos, ao retornar me deparo com a minha esposa sentada no colo e de frente para o nosso amigo.

Que visão espetacular daquela bunda enorme e bronzeada com a tanguinha enfiada no rabo do meu amor, se beijavam loucamente e uma mão do dele apertando a bunda e a outra acariciando os seios de minha esposa. Nem ligaram para a minha chegada, se despiram enquanto se engoliam um ao outro.

Nisso minha esposa fica de joelhos e começa a mamar no pau dele( algo em torno de uns 20 centímetros de comprimento e uns 06 de grossura), ela suga e babá ele todinho, após eles invertem e ele passa a chupar, lamber e mordiscar a xoxotinha de minha esposa que geme e grita de tanto tesão.
Nesse momento me dou conta que estava de pau duro e acariciando o mesmo de leve. Ele senta no sofá novamente e minha esposa trepa sobre ele, a abaixa e tenta encaixar sua xaninha no pau de seu macho, não conseguindo vira-se e pede que eu ajude.

Me aproximo e meio sem jeito pego no pau pulsante dele e coloco na entrada da buceta da minha esposa, ela lentamente vai abaixando e colocando todo aquele volume para dentro da buceta. Começa a quicar sobre ele e rebolar sua bunda arrancando gemidos de seu amante, fodem alucinadamente como se fosse a primeira vez deles. Ele levanta sem tirar o pai de dentro e feita ela sobre uma mesinha e soca com força provocando um barulho a cada vez que chegava no fundo. minha esposa tem vários orgasmos e grita e congas mim e a ele de tudo que é palavrão. Então chega a vez de Vitor explodir e soltar sobre o corpo de minha esposa um leite branco e grosso, lavando-a de porra.Ficam paralisados por alguns segundos e ela pede para ele comer seu cú, ele manda ela ficar de quatro e começa a lamber a bunda enquanto introduz um dedo no seu rabo. Nisso minha esposa diz para mim encaixar o pau de seu amante no seu cuzinho que está piscando de tesão.

Peguei no pau dele e botei a cabecinha na portinha do cú dela, porém este estava um pouco flácido e não entrava, minha esposa me disse para fazer com que ele ficasse duro.Eu disse que não sabia como, então ela disse para eu mamasse nele um pouco. Eu não acreditei e ela repetiu já meio brava para que eu mamasse de uma vez porque ela estava com muita tesão.
Comecei a chupar meio sem jeito aquele monstro e aos poucos ele foi ficando duro novamente, então ele tirou de minha boca e meteu no rabinho de minha putinha gostosa. minha esposa gozou e em seguida ele também, quanto tirou lá de dentro escorreu a porra. Eu gozei de tanto tesão, tomamos banho e fomos dormir, mas antes minha esposa disse que dá próxima vez Vitor irá me enrabar também para eu ver o quanto é gostoso. Estou ansioso pois tenho medo de ele me rasgar todo e também para sentir o que é ter um caralho enterrado no rabo.

Deixe uma resposta