Adestrando minha submissa no paladar

Eu tenho um amigo com muita afinidade .. Ambos gostamos da inversão. Por isto adoro transformá ele numa fêmea total e completa e totalmente passiva e submissa.

Fomos nos conhecendo e aos poucos fomos firmando algumas práticas e estamos juntos a uns 3 anos. Neste tempo ja fizemos um pouco de tudo entre 4 paredes, pois ambos temos famílias e não podemos estar juntos de forma continua e permanente. Mas o serviço permite nos encontrarmos quase todos os dias.

Aos poucos fomos agregando novos ingrediente à nossa relação e começamos a abrir espaço para uma terceira pessoa vir participar. Começamos a conhecer ativos q eu pudessem usar “ela” como a fêmea deles .. e eventualmente eu participa da relação também, mas outras vezes eu apenas assistia ao “casal”, o q eu verdadeiramente me dá o maior tesão.

Claro que não fiquei nunca apenas sentada assistindo, pois eu adoro participar de forma indireta para que o casal se relacione do melhor modo possível. Neste sentido ensinei ela algumas técnicas de Garganta profunda, rebolar, caminhar, mesmo com salto alto e quando alguém está conosco, sempre ajudo a monta-la da forma como O Macho desejar, como tb adoro passar lubrificante nela, enfim domino ela, para oferece-la para ele .

Posteriormente tivemos algumas poucas experiencias também com mulheres ativas/relativas e travestis. Porém o nosso desejo é sempre de inovar mais e mais e, por isto, dificilmente repetimos algo já feito.

Ao mesmo tempo, eu tb curto eventualmente conhecer alguém diferente … Neste caso eu saio sozinha, mas sempre comunico para ela, mais para provocar ela no ciume, porém como submissa ela tem que ficar quietinha e não se rebelar. Todavia ela sempre me questiona do porque eu posso sair sozinha com alguém e ela não .. ou então, porque eu gosto tanto de falar para ela quanto eu saio com alguém e provocar ela, se ela não tem nenhum ganho com isto.

Pensando nesta situação, estou pensando numa nova situação para provocar ela um pouco mais e ela tb ter alguma participação com quem eu possa sair. Estou criando uma novidade para ela, ela ainda não sabe de nada, mas vai saber na pratica depois kkkk .

A partir desta data, toda vez q eu eu sair com alguém e rolar uma transa legal, vou coletar o sêmen do macho, sem ele perceber, pela camisinha, e em seguida colocar o gozo num potinho e para a geladeira, pois em baixa temperatura, mesmo o gozo se diluindo um pouco .. o cheiro e o gosto ainda permanecem por longo tempo quando bem armazenado.

Na primeira oportunidade que “ela” estiver comigo vou vendar os olhos dela e faze-la sentar numa cadeira .. e com uma pipeta vou pingar uma gota do gozo do macho e exigir dela SENTIR o gosto do gozo para ela gravar bem o gosto qeu tiver, pois este gozo vai estar identificado como sendo da pessoa X .

Isto será repetido com eventuais outros machos com quem eu conseguir recolher o gozo e ela deverá tb guardar o gosto do outro macho. Então volta e meia eu vou pingar uma gota de esperma de algum dos machos coletados na língua dela e ela, de olhos vendados, terá q eu acertar o dono do gozo .. sob pena de ser aplicado um castigo nela ..

Claro q eu entre um pingo de gozo de um e de outro vou preparar um outro liquido com água e alguma essência, para ludibriar ela ..

Alguém tem uma outra sugestão, que eu possa incrementar nesta brincadeira?

Leia mais contos submissa

Compartilhe com seus amigos:

Deixe um comentário