Sexo a três: Namorada ruivinha dando para 2 caras – orgia completa

Eu tenho uma namorada a qual namoramos há alguns anos, ela é aquela típica ruiva que explodiria nas redes sociais se gostasse de se exibir, mas como a gente mora em cidade pequena, ela tentava manter a descrição, o problema é que ela é um espetáculo.

Ruivinha natural, 19 aninhos, branquinha com poucas sardas, um bunda grande, gostosa, empinadinha, uma bucetinha pequeninha rosada, cuzinho rosa também (que adora algumas linguadinhas inclusive) seus seios são pequenos, mas não fazem falta nesse espetáculo de mulher.
Começamos a fantasiar isso no sexo, por ideia minha, de algum modo, a ideia de dividir esse rabo espetacular dela, me atraia demais e isso fez um tesão crescer em mim, pois até então nunca havia liberado Minha namorada para outro.

No sexo, fantasiamos de diversas formas, mas não passava disso, após gozarmos, chegávamos a conclusão que seria muito difícil achar alguém para comê-lá com discrição, pois como disse, cidade pequena, e por ela ser linda e gostosa, seu padrão de homens era de um nível bem alto.
Por um tempo, ficamos na fantasia, eu até tentava convencer ela a dar para outro, mas ela dizia ter medo, não sabia se iria conseguir, com medo de estragar nosso namoro também.

Pois bem, final do ano , fomos à praia com meus pais e ficamos em uma pousada, em quartos separados, ficamos Eu e minha adorada namorada.
No primeiro dia, fomos à praia, e bom….vocês imaginam os olhares que uma ruiva, novinha, com uma raba espetacular e um biquíni curtíssimo iria receber não é?!

Apesar do misto de ciúmes e tesão, eu gostei da situação e comentei com ela que naquela viagem seria a oportunidade perfeita para ela dar para outro junto comigo, ela hesitou, ficou novamente com medo, mas eu sabia que no fundo ela adorava a ideia.

Fomos para a pousada, e o nosso quarto tinha uma sacada no primeiro andar, junto a rua, quem visita os litorais chega as 9h tem pessoas andando na rua ainda.

Assim, saímos eu e minha namoradinha, ao meu pedido, ela colocou um vestido curtinho e foi sem calcinha para rua comigo, como não conhecíamos ninguém, então estava tudo tranquilo, ela estava um pouco receosa, mas logo foi se soltando mais, fomos a um barzinho junto ao shopping, e lá aproveitamos uma promoção de tequila, e bebemos, muito. Uma horinha depois A minha namorada estava transformada, estava bêbada, toda vermelha e com um cara de safada, reparei nessa situação e instiguei ela:

– O que você está pensando?– Quero transar muito hoje – respondeu ela.– Então vamos para casa agora – disse à ela.– E quem disse que vou dar para você? Hoje eu quero dar para outro.

Nesse momento meu pau parecia querer explodir, paguei a conta e saímos, como nossa pousada era bem próxima ao shopping ela pediu para ir lá trocar de roupa, ela foi, e eu esperei…

Quando ela voltou…estava com um vestidinho preto, colado ao corpo, MUITO CURTO e óbvio, sem calcinha…

Saímos procurando alguma forma de fazer aquilo acontecer, a cada 2 minutos, ela precisava ir abaixando o vestido pois a polpa de sua bunda estava aparecendo…

Pensamos em um modo de fazer aquilo acontecer, nada melhor do que ir para uma balada, e então fomos, para nossa sorte estava tocando um funk, e minha namoradinha começou a dançar funk com seu vestidinho que subia a cada movimento, e deixava sua bucetinha rosa exposta, mas ninguém se aproximava, acreditei ser por receio de eu estar ali, então, saí de perto dela, mas mantive ela sob minha vista, até por sua segurança.
Não demorou, e uma sequência de homens, um atrás do outro, pelo menos uns 4 chegaram nela, mas de longe vi ela dispensando um por um, ela veio até meu encontro e falou que não havia gostado de ninguém, e então, para nosso azar, acabamos saindo daquele lugar e resolvemos ir para casa, ao chegarmos na pousada, havia na rua um movimento dos vizinhos do outro lado da rua, música alta e alguma festa por lá…

Antes de entrarmos para pousada, fomos em um mercadinho ao lado, lá encontramos um cara, loiro, boa pinta, bom papo. Ele falou que estava dando uma festa ali perto (logo associamos que era aquela perto da pousada), ele convidou para irmos, e minha namorada concordou, mas ela pediu para ele ir até nossa pousada acompanhar a gente para irmos a festa e não chegarmos completamente perdidos, ele concordou e foi com a gente.
Chegando lá, minha namorada entrou, eu e cara ficamos na sacada, conversando, minha namorada falou que estava com muita dor de cabeça e que não queria mais ir a festa, nisso ele foi à sua casa, pegou um remédio e entrou no nosso quarto e deu a ela.

Nisso, o cara puxou papo sobre meu PS4 que ali estava, e pediu se eu joga um FIFA, falei que sim e ele deu a ideia de jogarmos um pouco enquanto bebianos, dito e feito…

Começamos a jogar, e fizemos umas apostas leves, a cada gol, um bebia um gole de alguma bebida que estivesse a disposição (afinal, ele tinha ido fazer compras de bebida para a festa dele naquele mercadinho anterior) e assim foi, minha namorada estava na cama, e eu e ele estávamos na ponta jogando, minha namorada levantou, com sua roupa preta colada, e veio até quase na nossa frente, e abaixou pegar umum objeto,e  quando ela abaixou…eu e Klein ficamos estáticos…

o vestido subiu todo, mostrou toda a sua bunda, sua bucetinha e até seu cuzinho, e ela, virou e falou: acho que vou beber um pouco com vocês.. O cara estava branco, pasmo e boquiaberto.

Apenas falei para ele – relaxa cara.

E quando fomos iniciar outra partida, falei em alto e bom som no quarto: o vencedor da próxima partida, irá comer ELA!

O cara já havia se ligado, ele concordou e minha namorada ficou quieta por um instante e disse: a cada gol, um de vocês irá tirar uma parte da roupa, não importa quem faz, quem leva, saiu gol, os dois tiram.

O jogou estava uns 4 x 3, eu e cara estávamos facilitando todo o jogo, assim, ele tirou a cueca após sofrer um gol e eu também, nisso o jogo se aproximava de um final, minha namorada foi junto a TV e desligou, e simplesmente falou:

– O jogo acabou, deu empate. Os dois vão me comer.
Eu gelei – finalmente estava acontecendo -Ela veio em nosso direção ainda de vestido e pegou os dois paus não mão, e disse para mim:
– Vai sentar na poltrona agora, hoje é meu dia.
Obedeci – achei que ela ia pagar um boquete, mas o cara levantou ela antes de tudo, e deu um beijo, mas um puta de um beijo – com um tesão inenarrável.

Foi passando a mão na bunda dela, beijando seu pescoço e logo sentou na ponta da cama e a minha safadinha começou a chupar ele, não era um pau gigante mas era bem grosso e até grande, ela chupava com vontade, chupava até as bolas dele
(Seu boquete era ótimo).

Logo ela levantou, pediu para eu colocar uma música de funk – obedeci- e começou a rebolar para o nosso convidado.
Ele estava com o pau duro, todo molhado depois do boquete – ela, ainda de vestido, sem calcinha – e ela continuo descendo e rebolando, até que durante suas reboladas, ela se aproximou e sentou com sua buceta diretamente no pau dele, ela gemia de um modo que jamais vi, ela sentava gostoso naquele cara, bem na minha frente, subia e descia, ainda com o vestidinho preto.

Eu estava de longe – apenas tocando uma punheta.
A safada então levantou, tirou seu vestido e pediu para ser comida de quatro, dava pra ver que o cara não acreditava estar comendo aquele rabo lindo, ele colocava com todo cuidado e depois socava forte, dando tapas na bunda branca da amanda, e deixava cada vez mais vermelha, via escorrer o famoso líquido branco da xoxota  dela- aquele, quando o tesão está nas alturas.

Ela pediu para trocar, e foi por cima dele, cavalgando – e que bela visão, aquele rabão enorme quicando numa rola e aquele cabelo ruivo dela cobrindo suas costas – e cada sentada, seu cuzinho rosa aparecia.
Logo depois, ela me chamou para perto da cama e disse:
– Quero dar para dois.
Eu fui subir na cama quando ela me parou e falou:
– Quem disse que o outro é você? Aposto que o ele tem um amigo.
Eu concordei e ele disse: vai na festa ali e traz um outro amigo meu, pulei a sacada e fui em disparada, cheguei na festa e procurei por esse amigo que ele tinha dado as características – logo ele levantou a mão dizendo que era ele.Chamei ele e disse: não tenho o que te explicar cara, o seu amigo te chamou e você precisa vir, não se assuste é algo bom.
Ele me acompanhou, quando chegou lá – mesma reação do nosso convidado- ficou pasmo, mas logo tirou a roupa e foi perto da cama, enquanto minha namorada recebia uma chupada gostosa na bucetinha….., ela mamava o outro cara, não demorou muito para ele ficar de pau duro.
Ela então pediu ao dois, para cada um comer sua xoxota e outro com seu cuzinho, mas com cuidado, seu cuzinho sempre foi apertado.
Um deles foi direto para comer o cuzinho dela, se posicionaram todos na ponta da cama,enquanto o outro por baixo comia a bucetinha… O sortudo de pé na ponta da cama – estava com a pica na porta do cuzinho da minha putinha.
Acreditei que ela não iria aguentar, pois ela sente muita dor ao dar o cuzinho – engano meu.
O pau do cara deslizou sem grandes problemas no cuzinho dela – os dois machos comiam minha namorada com vontade – ela gemia muito.
Ele ditava o ritimo, afinal, comer em dois requer um pouco de habilidade, e enquanto ele socava forte no cuzinho da minha namorada o outro amigo dele aproveitava o balanço por baixo para comer ela. Não demorou muito e minha ada disse:
-Soquem com força e mim que eu vou gozar.
Dito e feito, eles aumentaram o ritmo e em seguida, ela soltou um grito de prazer e gozou muito – saiu da cama se contorcendo por mais de 2 minuto.
Ela assim que se recuperou falou:
– Eu ainda quero mais.
E me chamou, ela dava as ordens e disse aos convidados:
Quero que você dois, troquem de lugar – eu quero que vocês dois gozem em mim, dentro de mim – no meu cuzinho e na minha buceta.
Os dois começaram novamente – não iriam demorar, nitidamente estavam se segurando para não gozar.
Ela me chamou para cama e pediu para me chupar, e começou um boquete maravilhoso – ela estava como uma atriz porno – sendo enrabada por dois e mamando outro – uma menina pacata da cidade pequena fazendo aquilo.
Todos aumentaram o ritmo, um deles anunciou que ia gozar, enquanto o outro também e eu estava sendo chupado – assumi o controle para tocar uma punheta e gozar junto.
De uma maneira incrível, gozamos todos praticamente juntos, um deles gozou no cuzinho da Amanda – eu em seguida, gozei muito na sua boca e na sua cara – um segundo depois, o outro cara começou a gozar nela…. os três homens saíram da cama, ela ficou de quatro na cama e todos nós fomos olhar aquele rabo
Que visão – sua bunda estava toda vermelha e machucada – seu cuzinho estava escorrendo porra – muita porra – e misturava com o gozo de um que estava na bucetinha – ela mexia na bucetinha com os dedos (uma puta!) toda melada de gozo.
Ela se virou, seu rosto com porra e disse: vou tomar um banho e dar 10 minutos à vocês, vão a farmácia comprem um estimulante  ou o que for – eu quero vocês três me comendo juntos!
O resto é história….

Deixe uma resposta