Constipaçao

Oi meu nome é Thiago e vou contar o que aconteceu comigo quando ainda estudava no colegio.

Quando tinha mais ou menos 15 anos sofria de constipaçao e as vezes ficava dias sem ir ao banheiro, um certo dia contei a um amigo chamado Bruno, minha dificuldade em ir ao banheiro(cagar) ele me disse que tinha uma solução, disse para encontra-lo no banheiro no intervalo que ele iria resolver meu problema.

Bruno era um amigo gordinho e baixo também, era sempre zoado por todos por ser gordo. Chegando o intervalo da aula fui com Bruno ao banheiro ele pediu para entrar em uma cabine vazia, assim que entramos ele pediu para que eu abaixa-se as calças e ajoelha-se em cima da tampa da privada. Apos abaixar as calças e ajoelhar como Bruno mandou fiquei com o bumbum virado na cara dele, ele molhou o dedo com saliva e foi enfiando no meu cuzinho bem de vagar, me perguntou se estava doendo e eu disse que só um pouquinho, depois de enfiar todo o dedo no meu buraquinho Bruno começou um movimento de vai e vem no meu cuzinho no inicio tava doendo um pouco mais logo foi ficando muito bom pois por ser gordinho seu dedo era grosso e muito quente. Depois de uns 5minutos de dedada comecei a sentir vontade de cagar, falei com Bruno que queria cagar, entao ele enfiou mais um dedo no meu buraquinho, doeu muito parecia que meu cu ia rasgar, senti minhas pregas estourarem e meu cu dilatar e a vontade de cagar aumentou ainda mais, depois de um cinco minutos sendo alargado pelos dedos de Bruno ele disse que iria tirar os dedos e eu iria sentar no vaso e cagar.

Foi o que fiz assim que tirou os dedos de dentro de mim seus dedos estavam cheios de merda e eu com uma vontade enorme de cagar, quase nao deu tempo de me virar pois a bosta já escorria um pouco pelo cu já dilatado pelos dedos de Bruno. Virei para o vaso e soltei toda merda que estava presa dentro de mim, saiu tudo de uma vez quando fiz uma forcinha. Bruno sorriu e disse: – nao falei que ia te ajudar.

Apos cagar tudo fui me limpar e vi que meu cuzinho estava bem aberto e ardia um pouco, ajudei Bruno a lavar as maos dele que estavam cheia de merda e seguimos para a aula.

Depois desse dia Bruno me ajudou muitas vezes mas isso vou deixar para outro conto

Deixe uma resposta