Desconhecido do chat

Esse é meu segundo conto, porém este trata-se da minha segunda experiência com alguém do mesmo sexo que eu.Sou homem, me defino como bissexual, tenho 21 anos, tenho 1,81 de altura, cabelo preto, sou forte e 20cm de dote.

Em uma tarde qualquer de folga eu estava com o tesão a flor da pele, na época eu tinha um relacionamento que estava bem morno, minha namorada já não tinha o mesmo fogo do início e as coisas foram perdendo a graça, sendo assim, precisava de alguém para apagar esse fogo.

Nesta tarde eu entrei naqueles chats de internet como de costume, conversava algumas putarias com alguém, sempre em anônimo (as vezes até rolava uma videochamada com masturbação). Até que conheci um cara que morava sozinho, dizia ele que fazia ativo e passivo, que queria muito me ver, que ele era discreto e que não iria estragar meu relacionamento e tal. Eu aceitei, eu estava com muito fogo.

De imediato corri pro banho, me depilei todo, pensando em agradar aquele homem (logo eu que sou todo rústico, peludo, um ogro como me chamam) pedi seu endereço e fui, pois tenho uma moto. Eu sempre curti rapazes mais novos, depilados, de pele macia e tal, quase que um fetiche, apesar de até então só ter tido uma experiência homossexual (que contarei em outra oportunidade).

Chegando na casa do tal homem desconhecido, me deparo com um senhor de 65 anos, careca, barba a fazer, fedendo a cigarro e bala de hortelã, em torno de 1,60 de altura. Nessa hora já me arrependi, não era nada como eu imaginava. Mas ok, já estava lá, não tinha como voltar a trás.Fomos pro quarto.

Chegando no quarto ele me deitou e disse :

– deixa que eu tiro sua roupa.
Eu aceitei, apenas me deitei e ele foi tirando, começou pelo meu tênis, meias, calça e camiseta. Tudo normal, apenas de despiu. Foi então que ele devorou meu mamilo, ele chupava como se mamasse em mim, de fato. Aquela barba roçava em mim, eu sentia até um desespero, mas ainda no fundo tinha um tesão rsrs. Eu estava entregue, um macho entregue.

Foi quando ele desceu, desceu e desceu até minha cueca. Eu sinceramente não estava excitado, pois não era como eu imaginava aquela cena. Porém o tiozinho ao ver meu pau mole, atacou outro lugar, no qual eu digo ser meu ponto fraco, meu períneo (lugar entre o saco e o cu). Seca hora ele sugou minhas duas bolas e esfregava a cara, sentia sua barba no meu períneo, meu pau na hora levantou e ele sorriu lá de baixo me encarando:
– acertei né safado? É por aqui que você gosta ?

Eu disse ofegante que sim. Nessa hora ele me empurrou, levantou minhas pernas e forçou a língua no meu cu e foi subindo até a ponta do meu pau. Fez questão de engolir ele todo até se engasgar. Isso foi um golpe fatal. Eu piscava meu cu de tanto tesão.

Foi quando ele me pediu para deitar de bruços e eu atendi e ele caiu de boca na minha bunda…Eu fazia questão de piscar o cu na língua dele e ele ia cada vez mais fundo.

Até que decidiu me comer, foi aí que ele se despiu também, seu pau era pequeno, bem menor que o meu. Ele colocava em mim e logo tirava p não gozar. Eu de maldade fiz questão de sentar nele e tomar o controle da situação, mas não durou muito ele pediu para eu chupa-lo e atendi.
Aquele tiozinho despejou um mar de porra dentro da minha boca. Uma porra doce e que engoli tudo.Após isso ele me masturbou e gozei na cama dele toda. Ele me ofereceu um banho e tal mas não aceitei. Fui embora e não tive mais contato com aquele tiozinho.

Deixe uma resposta