O Dilatação e Orgasmo Anal

Da ultima vez que estive aqui, contei a primeira vez que fui enrabado de verdade e como foi excitante poder realizar fantasias de passivo, algo que nunca imaginei que realizaria. Como disse no conto anterior eu não me considero gay pois não sinto atração física por homens, mas para arreganhar meu cuzinho não faço cerimônias.

Foi ótimo ser fodido de forma intensa e profunda e em várias posições. Foi realizador sentir as bolas batendo na minha bunda enquanto sentia a cabeça do pau surrando violentamente a carne macia do meu reto. Gozar pelo cu várias vezes esquecendo que eu tinha um pau, mudou minha percepção de prazer anal. Chupar um pau gostoso, grosso e duro, chupar as bolas, e meter ele no fundo da minha garganta foi muito excitante. Por fim receber meu merecido leite, grosso, salgado e farto, enchendo minha boca. Saborear e engolir bem devagar, fico excitado só de lembrar.

Apesar desta experiência que mudou minha vida em vários sentidos, eu já era bem experiente na área anal. Sou adepto do sexo anal desde jovem e mais tarde me iniciei na dilatação anal que é algo que me proporciona extremo prazer. Para mim, o sexo anal sempre foi uma forma alternativa de masturbação, quando descobri os encantos do meu cu e o prazer que posso tirar dele, passei a exercitar esta prática ao longo de toda a minha vida e me aperfeiçoei nesta arte. Hoje adoro ver meu cuzão bem dilatado com toda a sua carne rosada à mostra. Carne essa por vezes vermelha e inchada, de tantas estocadas que recebeu.

Gosto de admirar o meu cu depois de receber muita porra, olhar aquela caverna aberta pingando é muito excitante. Sozinho, a dois ou mais ?, gosto de tirar umas selfies de cu arrombado, meu pornô particular. É muito gratificante ver minha própria cratera, algo que admirava e me excitava nos filmes pornôs que via quando era adolescente, me sinto realizado. É legal quando os meninos enfiam os dedos em cada lado do meu cu e puxam para ele se abrir completamente, como uma flor e fotografar lá dentro. Normalmente ele está todo judiado, vermelho e inchado, porém, pedindo vorazmente mais pica. Os meninos nunca me decepcionam, preenchem todo aquele meu vazio com caralhos generosamente grossos e compridos.
Devido ao ultimo conto, recebi no meu e-mail algumas perguntas de como fazer para dilatar o cu sem se machucar, sendo para deleite pessoal ou em preparação para uma boa sessão de sexo anal intenso. Vou relatar minha experiência em complemento ao primeiro conto. Comecei minhas penetrações anais no banho, com os dedos, como quase todo mundo . Mexendo ali dentro, senti que haviam partes sensíveis que davam grandes sensações ao tocar ou apertar e que davam prazer e excitação.

Senti que precisava aperfeiçoar minha técnica de massagear meu anus por dentro, foi quando comecei a usar qualquer objeto cilíndrico que encontrava, como desodorantes e outros. Hoje eu não recomendo que se faça com tais objetos, pois não são apropriados e existem ótimos produtos no mercado pra isso, mas eu era um adolescente descobrindo o próprio corpo. Com esses objetos cilíndricos que introduzia cada vez mais fundo e com mais confiança, fui descobrindo as sensações gostosas que vinham do cu. Cheguei a introduzir um enorme tubo de shampoo ???, nossa lembro como se fosse hj, foi bem difícil e doloroso. Estava muito orgulhoso da minha performance, mas pra mim, ainda não era suficiente pois não tinha chegado ao orgasmo puramente pelo cu, como acreditava que era possível por todos os relatos que lia.

Para dilatar o cu cada vez mais a pressa é sua inimiga. Deite numa posição confortável, lubrifique a ferramenta e seu cu muito bem e vá introduzindo devagar, indo cada vez mais fundo, sem pressa, vc vai ver quando chegar no seu limite, tem tipo uma dorzinha. Não se intimide, vai forçando o limite da dilatação de pouquinho em pouquinho, até o objeto entrar. Depois que entrou, tire ele bem devagar, vc vai perceber que esse entra e sai vai ficando cada vez mais fácil. Eu gosto dos plugs escalonados, uso um de bolas de uns 20cm de comprimento e 6cm de diâmetro na última bola, ele é bem grande.

Durante o treinamento eu vou botando e tirando bola por bola até que fique fácil, aí passo para as próxima bolas. Quando percebo já estou com as bolas enormes enterradas bem dentro do meu rabo e as da ponta já estão bem lá no fundo. Eu não consegui introduzir tudo no cu da primeira vez, foi ao longo de alguns dias para ter todo aquele plug enorme de bolas cravado na carne macia do meu cu.

Depois que entra a ultima bola, eu gosto de levantar e andar, e com o movimento sentir aquela tora dançando dentro do meu rabo e me estimulando. Fica tudo tão justinho dentro de mim que sinto cada esfregada e mexida do plug. É nesse momento que parto para a agressividade, tirando ele todo de dentro de mim botando novamente até o fim cada vez mais rápido e fácil.

Esse meu plug é bem comprido, o que quer dizer que tenho que fazer força pra fora pra ele entrar inteiro, pois a ponta dele vai lá no sigmoid colon que é uma parte que vai além do reto, é ótimo ser fodido ali, quando o pau entra ali é uma sensação muito gostosa que me faz ter vontade de gozar pelo cu na hora. Eu deito novamente e me fodo com o plug bem fundo e com isso meu cu vai se projetando pra fora e dilatando e dilatando cada vez mais, as bolas grossonas entram e saem com facilidade e eu vou enterrando elas cada vez mais forte até meu cu se contrair pra fora expulsando as bolas e eu ter um delicioso squirt.

Costumo repetir esta ação ainda algumas vezes, depois passo para o meu dildo grande que é em formato de beringela é bem mais comprido e gostoso. Ele entra muito fundo no cólon, me fodendo gostoso e me levando ao clímax muito mais rápido, nesse momento meu cu tá muito facinho, ele receberia caralhos enormes sem oferecer resistência, não existe um grande segredo na dilatação anal, o principal é paciência, lubrificação, tesão e persistência. Toda semana eu treino meu cu, é importante manter uma rotina de dilatação pq o cu se fecha com o tempo, se vc treinar direitinho vai perceber que é possível ter um cu de puta mesmo, bem facinho e que vai poder suportar caralhos cada vez mais gostosos.

Recebi algumas perguntas no meu e-mail de algumas pessoas curiosas para saber o que era e quais as sensações do orgasmo anal que eu relatei sentir. Obviamente esta experiência é bem subjetiva claro, mas vou descrever o que eu sinto. Como vou definir a sensação, deixa ver. É uma sensação diferente. Meio que oposta, você não contrai os músculos quando goza, como acontece pelo pau, é o contrário.

Você faz força pra fora como se fosse fazer cocô ( inicialmente aprendi a fazer isso para ajudar a enfiar coisas grossas atrás e dilatar meu cu ). Ao fazer força pra fora você abre gostosamente espaço dentro do cu pra entrar coisas bem grandes e irem bem fundo.

Durante o anal, não costumo ficar de pau duro, me concentro no prazer de trás, então se durante a meteção vc ficar de pau mole não esquente com isso, gozar pelo cu não tem a ver com a dureza do seu pau.

Vou metendo ou vão metendo devagarinho no início, mas depois forte, rápido e o mais fundo que der. Aí vai crescendo dentro de mim umas ondas de arrepios pelo corpo todo e a vontade de expulsar o mastro de dentro da bunda. Nessa hora é importante não parar, a sensação parece que você vai se cagar todo, mas não é isso que está acontecendo, a menos que vc não tenha limpado direito, não se assuste e siga em frente.

Você vai sentir seu cu empurrar pra fora, esmagando o caralho que está dentro de você até que de repente o cu expulsa o pau com tanta força que não deixa ele nem entrar mais, essa sensação é maravilhosa e me faz ejacular na primeira vez.

Nas próximas o pau vai jorrar algo que pra mim é uma mistura de porra e urina. A sensação é fantástica, muito gostoso mesmo, fica até difícil meter o pau no cu nesse momento devido às fortes contrações musculares do rabo, o que em muitos casos resulta em seu cu ser inundado de porra. Não dá pra aguentar muito tempo um cu mastigando o pau com vontade. Faz uma sujeira danada, mas eu adoro e é prazer puro, faço quantas vezes aguentar, mas como na masturbação eu mesmo que faço, acabo cansando bem mais rápido. O lado bom de ter uns caralhos de verdade dentro de vc é que vc só se concentra em acomodar os paus na carne macia do cu e sentir o prazer de cada estocada amassando o cu por dentro. Isso tudo sem nem encostar no meu pau, puro prazer anal, que delícia. Tentei ser bem detalhista na descrição das sensações para ajudar a quem tiver interesse em identificar como é e como chegar lá ???

Aproveitem meu relato e se quiserem trocar experiências meu e-mail é [email protected]

Deixe uma resposta