Perdi a virgindade do Cuzinho

Desde que eu era mais novo, sempre tive a vontade de dar e chupar, experimentar pra saber como era, me dava muita vontade toda vez que pensava sobre isso, mas eu sempre tive muito medo, algo poderia dar errado, alguém ficar sabendo, a dor que eu poderia sentir… sei la, mas vontade nunca me faltou, somente a coragem mesmo, um dia conheci um rapaz da minha cidade pelo bate papo, expliquei a minha situação a ele e ele disse que já tinha transado com um outro rapaz, mas ele tinha sido o ativo, eu pensei: é tudo que eu preciso, ele faz faculdade de medicina na minha cidade, mas mora em outra,

Então nas ferias, um mês depois mais ou menos da gente começar a conversar ele foi pra casa dele e não nos falamos mais, achei que não iria dar certo, assim como não havia dado com outros rapazes que cheguei a conversar, mas logo que ele voltou das ferias ja me mandou um e-mail puxando conversa, caramba, que sensação gostosa que senti por dentro, só de ver que ele tinha me mandado um e-mail…

Então depois disso nossas conversas começaram a ficar mais serias, vi que ele realmente tava afim de me comer e vi que eu poderia confiar nele, falei pra ele que queria alguém com o pau de médio para pequeno, pois como ainda era virgem, tinha muito medo da dor, então ele me passou uma foto do pau dele, era perfeito, do jeito que eu queria, fiquei encantado na hora, uns 15 cm, uma espessura normal e uma cabecinha linda, perfeita, bem vermelhinha e grandinha, do jeito que eu sempre achei lindo,

misturado com aquele corpo magro dele mas bem definidinho no auge dos seus 18/19 anos, fiquei encantado, decidi que seria com ele, seria ele o homem que iria tirar minha virgindade, eu falava pra ele que no dia que isso acontecesse, eu queria ser a mulherzinha dele, queria que ele me tratasse realmente como se eu fosse uma mulher enquanto ele estivesse me comendo, e ele falava que era assim que ele queria tbm, nossas ideias batiam e isso era perfeito para mim, tudo que eu queria,

eu ja havia fantasiado muito isso, sonhei noites e noites com esse momento e ele parecia estar muito próximo, eu só precisava ter um tempinho tranquilo pra escapar da minha esposa e combinar com ele, mas isso custava a acontecer, minha mulher sempre muito grudada em mim, dificultava isso sem nem perceber. Até que esse dia chegou, combinamos pra eu ir no apartamento dele na quarta a noite as 19:30, meu coração batia acelerado, eu tremia demais, estava super nervoso, com vontade,
com expectativa e com medo de algo dar errado…

Quando cheguei no apartamento dele, para minha surpresa, havia um outro colega dele la, na hora mesmo super empolgado, me entristeci por dentro, pois achei que aquilo poderia estragar nosso combinado, mas diferente disso, ele tinha convidado esse amigo dele tbm, e só me falou isso quando eu ja estava la, na hora fiquei meio bobo, meio sem reação, pq nunca tinha dado pra um e já haviam dois ali para me comer, se eu tinha medo de não conseguir, de não aguentar com um, com dois então nem se fala… fiquei meio estático na hora, mas como eu não disse sim, nem não,
eles entenderam que era uma boa possibilidade. Esse amigo do Henrique se chamava Julio, parecia ser um ou dois anos mais velho que o Henrique e mais fortinho tbm, pelo jeito ele deve malhar, pensei eu que nesse momento já reparava em todos os detalhes do Julio e era mais botinho de rosto tbm que o Henrique, então deixei rolar pra ver o que aconteceria, conversamos nós 3 e expliquei a eles tudo que eu queria e como queria, o Henrique já sabia e só confirmou que eu queria ser a putinha deles naquele dia, ser a mulherzinha deles pra eles fazerem o que quisessem comigo mas tudo dentro do limite e se eu falasse pra parar com alguma coisa, prometeram que pararia na hora, nisso o Henrique foi conferir se a porta estava realmente fechada e o Julio já foi tirando a camiseta, uau…

que peito lindo, fortinho, do jeito que eu gosto, pediu pra eu tirar minha camiseta tbm e assim que tirei ele me puxou contra seu corpo ja meio sentado/deitado no sofá e posicionou meu rosto contra o seu peito, dando indícios de que queria que beijasse e acariciasse seu peito, claro que não bobeei e ja fiz na hora, beijando o peito do Julio só escutava seus gemidinhos e sussurros de prazer,
era tudo que eu precisava escutar, era sinal de que ele estava gostando e eu estava dando prazer a ele, como eu nunca havia feito isso em um homem, eu não tinha a certeza das coisas que tinha que fazer, nem como fazer… olhei ao meu lado e vi o Henrique só de cueca sentando no sofá ao lado do Julio, enquanto dava uns beijinhos no peito do Julio, comecei a passar a mão na barriga e no peito do Henrique para acaricia-lo, fui pro lado do Henrique e comecei a beijar seu peito e sua barriga tbm, quando desci assim até a sua barriga, dei uma olhada pra sua cueca e vi seu pau endurecendo, coloquei a mão devagarinho e pela primeira vez eu sentia um pau na minha mão, que sensação gostosa que aquilo me dava, não resisti e fui com a boca no seu pau, ainda com a cueca, passei minha boca no pau dele pra ir me acostumando com a ideia e ia amando cada momento daquele, eu estava eufórico, nem acreditava que aquilo estava acontecendo, tirei a cueca dele e vi o pau dele na minha frente, bem pertinho do meu rosto, que momento lindo, maravilhoso, comecei a bater pra ele devagarinho e ele falou: chupa…

nisso senti o Julio pegando minha mão e levando em direção ao pau dele, nem tive reação de olhar pra ele,
fixei meu olhar no pau do Henrique fui com vontade chupar ele, que delicia era aquilo, alem de estar chupando um pau pela primeira vez e matando minha vontade, eu ainda sentia o pau do Julio na minha mão, maior e mais grosso que o do Henrique, talvez por falta de pratica, não consegui chupar pra um e bater pro outro ao mesmo tempo perfeitamente, então eu ficava mais só com o pau na mão mesmo, segurando ele, sentindo, e chupando o outro, então troquei, fui chupar o Julio, foi quando realmente vi a diferença de tamanhos, não perdi tempo e ja fui chupar com gosto tbm, ele pressionava minha cabeça contra seu corpo pra eu engolir tudo, mas não conseguia, tirava da boca e deixava o pau dele todo babado e ele falava: isso, assim que eu gosto, deixa ele todo babadinho… eles pediram pra eu tirar a roupa e ja fiquei todo pelado,

Eles tbm ja ficaram e o Henrique sentou no sofá de novo dando indícios pra eu chupa-lo, fiquei de novo de 4 no chão a frente dele e fui ver como era a sensação de chupar o saco dele e pra minha surpresa ja senti o Julio batendo o pau dele na minha bunda, me fazendo carinho e dando uns tapinhas na minha bunda, eu não pensava em nada, só deixava ele fazer o que queria comigo enquanto eu me acabava chupando o Henrique, até que senti o Julio beijando minha bunda e em seguida chupando meu cuzinho… me arrepiei todo, sensação indescritível, começou a alternar chupadas no meu cuzinho e enfiadas de dedo…

Só aquilo ali ja acabava comigo, eu ja estava satisfeito, de tanto tesão que eu sentia, mas eu sabia que viria mais por ali e eu tbm queria muito mais que aquilo, eu quase não tinha reação mais, só dava gemidinhas de prazer e brincava com o pau do Henrique a minha frente, nisso ele perguntou se poderia meter, se eu estava pronto, aí eu falei: seu pau é mais grosso, deixa o Henrique primeiro, aí depois que eu já estiver acostumado vc me come, eles aceitaram e então o Julio sentou a minha frente pra eu chupar ele e senti o Henrique tbm me chupando o cuzinho, eu delirava de prazer, então ele me perguntou se podia meter e eu falei que podia, passou um lubrificante no meu cuzinho e pediu pra eu molhar seu pau, chupei ele e dei umas cuspidinhas, enquanto isso sentia o lubrificante no meu cuzinho, curtindo bastante cada momento, cada sensação,

Então fiquei de 4 sofá e pedi pro Julio deitar tbm pra eu chupar ele e empinei bastante minha bunda oferecendo ela inteirinha pro Henrique… ele foi tentando devagar mas não entrava de jeito nenhum, quando começava a entrar eu não aguentava a dor e pedia pra ele parar, ele falava: fica tranquilo, já já seu cuzinho se acostuma… demorou um pouco, eu ja estava pensando em desistir, doía a cada forçada dele,
até…

que numa mistura de prazer e uma dor absurda ele forçou e conseguiu fazer o pau dele entrar, eu nunca havia sentido uma dor daquela na minha vida, achei que iria morrer, queria tirar o pau dele de dentro, mas ele me segurou pela cintura me forçando contra seu corpo e falou: calma, fica tranquilo que já já seu cuzinho se acostuma, já vai passar… ficamos uns 3 minutos assim eu acho, e devagarinho ele começou a meter em mim, bem devagarinho mesmo, aos poucos fui acostumando e começando a gostar, a sensação é inexplicável, eu não tinha reação nenhuma, apenas gemia o tempo todo, naquela mistura de dor e de prazer e tentava chupar o pau do Julio, mesmo sem conseguir muito pois eu estava entregue ao pau do Henrique naquele momento, nada no mundo era melhor que aquilo, ele variava entre metidas, rápidas, fortes e devagar e não importava como ele metia, de todas as formas ele me matava de tesão…

O Julio pediu pra me comer tbm, perguntou se eu ja estava acostumado, eu falei que não sabia, mas ele poderia tentar, que mesmo assim queria… quando o Henrique parou de me comer, sentia uma sensação toda diferente no cuzinho, não sei explicar, mas ao mesmo tempo que estava meio dolorido, tbm dava umas piscadinhas, sentia ele “meio aberto” e tudo isso me dava uma sensação gostosa demais por dentro de mim, no meu ego… pedi pro Julio passar mais lubrificante, ele passou e ainda passou bastante la dentro, enfiando 2 dedos bem fundo e me fazendo delirar de tesão,

senti que ele deu umas cuspidinhas no meu cuzinho e puxou minha cintura contra ele, senti seu pau batendo na porta do meu cuzinho, com minha cara apoiada sobre o peito do Henrique, numa mandada só, senti o pau dele entrando todinho de uma vez no meu cuzinho, chegou a arder um pouco e fez eu gemer forte, nada de dor tao forte como na primeira vez,
mas ardia bastante, me dava um calorão…

e ele não ligou pra nada e já me comia forte, eu estava fora de mim, apoiado no peito do Henrique, dava uns beijinhos no peito dele, fazia um carinho no seu pau, mas não me aguentava, o Julio tava acabando com meu cuzinho e comigo por inteiro, até que ele pediu pra eu ir por cima dele pq se ele continuasse metendo daquele jeito ele iria gozar…

sentou no sofá e eu fui sentar no seu pau, mas ele me segurou e pediu pra eu sentar de frente pra ele, então me ajeitei, acertei o pau dele na minha portinha e sentei naquele pau gostoso, uma nova posição, uma nova sensação, pra mim era perfeito tudo aquilo, queria era desse jeito mesmo, me sentir aquela mulherzinha deles, fazer tudo que uma mulher faz quando está dando, eu sentava gostoso no pau dele, cavalgava, rebolava e pedia pra ele socar mais e acabar comigo, com o Henrique em pé no sofá, na minha frente sempre tentando meter a pica na minha boca, e eu ganhando uns tapinhas na cara dos dois, aquilo parecia um filme porno pra mim, eu não precisava de mais nada na vida, o mundo poderia ate´acabar naquele momento que eu nem ligaria,

De tanto tesão que eu tava sentindo, o pau grosso do Julio acabava com meu cu literalmente, quando eu sentava e entrava tudo, eu rebolava e sentia aquele pau fazendo me doer la no fundo e deixando a porta do meu cuzinho ainda mais arrombada, eu não aguentava de tesão, aquela dor me deixava ainda mais louco, com mais vontade, querer dar mais e mais… o Julio parou e o Henrique veio me comer de novo, afinal, o Julio tinha me fudido muito mais que o Henrique, eu não tenho noção de tempo, mas acho que o Julio me comeu uns 40 minutos e o Henrique uns 20 ou 25 minutos no total…

o Henrique pediu pra eu deitar no sofá que ele queria me fuder de ladinho, nossa, eu tava esperando por isso, meu cuzinho ja estava arrombado, o pau deles já entrava e saia fácil eu só pedia pra eles sempre passarem lubrificante pq assim ficava até mais gostoso…

O Henrique me comendo de ladinho e o Julio com o pau na minha cara fazendo eu bater pra ele chupar o saco dele, pra mim aquilo era um filme porno, tudo perfeito e gostoso demais, o Henrique ficava tirando e enfiando o pau no meu cuzinho e olha, que sensação gostosa isso, ele falava: isso aqui é pra deixar seu cuzinho bem largo, pra regaçar ele, eu só falava: então mete vai, regaça meu cuzinho que isso é tudo que eu quero, pode fazer com ele tudo que vc quiser, ele é seu, pode me fuder o tanto que quiser, acaba comigo… só de lembrar nisso já fico doido de tesão de novo… conforme eu batia pro Julio ele não aguentou e falou que ia gozar,só falou pra mim, abre a boca que eu quero gozar em você e foi batendo punheta e já direcionando o pau na minha cara, abri a boca e ele gozou tudinho nela e enquanto isso o Henrique me fudendo,

Engoli todo o leitinho dele e pra minha sorte, o gosto muito mais gostoso do que eu esperava, nao demorou muito o Henrique tbm já começou a me puxar forte corpo contra dele, me dar uns tapas na bunda e na cara, me apertar de todas as formas possíveis e meter forte, eu falava pra ele: vai goza vai, enche meu cuzinho de porra, to doido por isso, mas conforme ele metia forte, eu quase morria de tesão e do tanto que ele judiava de mim e do meu cuzinho, só escutei um, aí vou gozar, vou gozar… e os gemidos fortes dele naquela hora, eram mais fortes que os meus que estava levando aquelas bombadas dele,

Que coisa gostosa, ele gozou feito louco abraçado a mim por trás… eu só sentia o pau dele pulsando dentro de mim e nem conseguia falar nada, só me acabava de tesão, sabendo que meu cuzinho pela tava cheio de porra, aquela sensaçao gostosa por dentro, depois disso o Julio foi embora logo em seguida e entao pedi pro Henrique deixar eu tomar um banho, conversamos depois e ele falou que tinha gostado bastante e perguntou o que eu tinha achado, se tinha doído muito e tal, essas coisas, eu falei pra ele: doeu demais, principalmente no começo e que agora só estava ardendo bastante, mas tinha sido otimo, melhor do que eu imaginava… ele perguntou se eu ia querer mais, eu falei: com certeza eu quero, se depender de mim,

vc pode me comer a hora que você quiser, quantas vezes quiser, ele falou: eu vou querer sim… conversamos mais uns 5 minutos e fui embora, dolorido, ardido, mas totalmente realizado, com certeza a melhor experiencia que ja tive na vida… hoje faz dois dias isso, e não consigo parar de pensar nisso até agora, tomara que a semana que vem de certo e eu consiga ficar com ele de novo, ja to morrendo de vontade de novo, só de pensar…

3 comentários em “Perdi a virgindade do Cuzinho”

Deixe uma resposta