Depois de uma siririca assistindo vídeo pornô – Perdi meu cabaço com meu tio

Vou contar o  dia que perdi meu cabaço…este é meu primeiro conto e estou excitada em contar o que aconteceu comigo há uns dois anos atrás…
Sou Morena de olhos castanhos claros, seios fartos e bunda grande, sempre chamo a atenção por onde passo, tenho 21 anos e na época do acontecimento eu tinha 18 anos.

Nessa época eu tinha vindo do interior para morar na capital, na casa de meu tio, irmão de minha mãe, depois que meu pai se foi… Minha mãe não tinha como cuidar sozinha do sítio, assim resolveu vender e abrir algum negócio aqui na cidade grande. Meu tio ofereceu a sua casa para morarmos até que pudéssemos nos estabilizar, com isso chegamos de mala e cuia.
Meu tio moreno claro, cabelos castanhos e corpo atlético, é um pedaço de mau caminho, solteiro e muito mulherengo, tem 40 anos de pura gostosura.

Assim que chegamos, minha mãe e eu nos instalamos no quarto de hospedes, ela passava maior parte do tempo na rua vendo alguns pontos e tentando definir o que faria, meu tio trabalhava com programação de computador e ficava a maioria do tempo em casa mesmo. Com isso nosso relacionamento se estreitou e nossa intimidade também, ele sempre me pegava e me abraçava, carregava no colo e me dava uns beijos beirando a boca, isso me deixava excitada, mas era meu tio e eu, até então, virgem, e da roça….

Foi numa dessas brincadeiras que meu tio perguntou que se eu já tinha tido namorado, disse que não, ele perguntou se tinha beijado alguém e disse que também não, nisso perguntou se eu queria aprender a beijar e pronto, me ensinou, depois disso ficávamos o tempo todo nos beijando e tal.
Certa vez ele tentou avançar o sinal e eu dei uma bronca nele, assustado pediu mil desculpas e pra não contar nada para minha mãe. Acabei aceitando as desculpas e também não dei mais liberdade de ele me beijar e nem ficar com agarração.

Uma vez, e essa deu início a tudo que vou contar aqui, ele teve de sair correndo para resolver um problema na rua, nesse dia deixou o computador sem travar e eu, curiosa, resolvi dar uma olhada nas coisas que ele tinha ali que tanto tinha medo de Eu e minha mãe visse.Vi uns programas que ele usava pra fazer seu serviço e mais uns arquivos na área de trabalho, ai resolvi pesquisar por fotos e vídeos, achei algumas fotos dele, inclusive pelado, que me deixou até corada, ele tinha um pintão enorme, quando cheguei aos vídeos, nossa, tinha muito vídeo de transas, fiquei ali hipnotizada olhando aquilo, até que vi uma mulher se masturbando, eu sabia como fazer, mas ela tinha um jeito especial que me deixou molhada só de olhar, nem pensei duas vezes, puxei meu short para baixo e peladinha na cadeira fui fazendo igual ela, só não enfiava os dedos na boceta para não me machucar, afinal ainda tinha meu selinho.
Eu estava ali, olhando e me acabando na siririca quando escuto a voz de meu tio atrás de mim.

-Bonito né, mexendo na coisa dos outros.
Dei um pulo e olhei para ele, esqueci que estava sem short, me levantei e fiquei parada de pé na frente dele.
-E ainda melando minha cadeira predileta, isso merece um castigo!
-Desculpa, não queria mexer em nada, mas aí achei isso aí e fiquei curiosa.
-Tão curiosa que tava se acabando na siririca.
-Não, não tava não.
Ele só apontou para minha cintura e aí vi que estava nua da cintura para baixo, tapei com as mãos e ele riu.
-Filha, já vi tudo o que precisava, e confesso que gostei, você tem uma bocetinha linda, pelinhos ralos. Difícil de ver hoje em dia!
Minha cara foi pro chão, desesperada falei.
-Não conta nada para minha mãe, por favor, Tio.
-Tá, não conto, mas isso vai ter um preço.
-Tá, pode falar. Já sei! Você quer mais beijos, é isso, né?
Ele riu e me apontou a boceta.
-Quero experimentar isso aí, deve ser uma delícia! E vou tirar umas fotos para lembrar sempre… rs
Ai então deixei minha mão na minha bucetinha para ele tirar as fotos…

Depois disso, ele Foi até o computador e pôs um vídeo de sexo oral de um homem em uma mulher
-Quero fazer isso aí. Tenho certeza que você vai adorar.
Meio sem graça e sem saber o que fazer, deixei ele me sentar na cadeira e abrir carinhosamente minhas pernas, chegou perto e ficou sentindo o cheirinho da minha xoxota, passou levemente a língua o que me tirou um arrepio de corpo inteiro, enfiou a língua na minha boceta e começou a sugar lentamente, puxava os lábios da minha xoxota com seus lábios me tirando suspiros, enfiava a língua bem fundo que me deixava atordoada, nisso parou, abriu bem minha xoxota e ficou olhando.
-Então é isso que é o cabaço! Muito prazer!
Enfiou a língua novamente e continuou a me chupar deliciosamente, quando resolveu atacar meu clitóris foi à perdição, não demorou e gozei loucamente, senti um tesão que nunca tinha sentido, até aquele momento. Ele se levantou, eu meio acabada na cadeira, tirou seu cacete para fora e me disse.
-Sua vez de retribuir.
Nunca tinha visto um pau de homem de perto, aquilo me deixou fascinada e curiosa, peguei e fiquei acariciando e mexendo nele, ele pegou minha cabeça e levou até a cabeça de seu membro, abri a boca e fiz como tinha visto nos vídeos, suguei e lambi todo o membro, engolia a cabeça e soltava com estalinhos, ele de cabeça inclinada para trás parecia gostar do que eu estava fazendo, depois de algum tempo ele me levantou e me deu um beijo molhado, senti em sua boca o gosto de minha xoxota, ficamos ali nos beijando e senti seu cacete encaixado entre minhas pernas e roçando minha boceta, aquilo ascendeu um fogo dentro de mim, lembrei-me dos vídeos com as mulheres sendo penetradas e gozando enquanto os homens as possuíam sem limites, olhei para ele e disse.
-Estou morrendo de vontade, me come tio!
Ele meio que relutou, acho que foi charme, e depois me levou até sua cama ali ao lado, me deitou e deu mais uma bela chupada em minha boceta, quando estava quase gozando novamente ele se posicionou e foi enterrando sua rolona em minha xoxota, foi forçando até perder a resistência, o ardor e a sensação foram estranhos no começo, mas depois se transformaram em prazer, sentir, em fim, um cacete dentro de mim foi algo maravilhoso, ele ficou ali lentamente movimentando para frente e para trás, não demorou e meu gozo chegou novamente, senti, aí sim, o maior prazer que teria na vida, meu primeiro gozo em uma pica deliciosa, ele continuou até que fez a menção de tirar de dentro de mim, o segurei e ele acabou por me encher de porra, ali outro prazer imensurável, sentir meu ventre se enchendo de porra, uma sensação única e prazerosa, ele ficou deitado sobre mim até que se levantou e disse.
Quando tirou seu cacete de dentro de mim, olhei e vi a mancha de sangue em seu pau, passei a mão na boceta e o melado da porra se misturava ao sangue de minha virgindade que tinha se ido naquele momento. Senti um pouco de medo e satisfação, corri para o banheiro e tomei um longo e prazeroso banho, me toquei e gozei novamente lembrando a rola de meu tio encravada em minha boceta novinha, senti o prazer de poder fazer sexo com que quisesse a partir dali.
Hoje já moramos em nossa casa, meu tio visito regularmente e transamos muitas e muitas vezes, hoje tenho um namorado e já estou me cuidando, mas ainda tem algo que pretendo fazer com meu tio, quero que ele seja de novo o primeiro a deflorar o meu rabinho, esse estou reservando para ele e em breve vamos realizar essa minha fantasia…

2 comentários em “Depois de uma siririca assistindo vídeo pornô – Perdi meu cabaço com meu tio”

Deixe uma resposta