Incesto – Meu Padrasto I

Meu Padrasto, tem 35 anos, quando minha Mãe conheceu ele, devia ter uns 28 anos, minha Mãe tinha 40 anos ela é atleta, super saudável, vai a academia de segunda a sexta, linda e um corpo escultural..
Eu nova, quando ele veio morar conosco, desde primeiro dia que nos conhecemos sempre me tratou como filha, educado e amável.
Porém ele sempre brincava comigo de fazer cocegas e me atormentar, nunca passou a mão em mim, nunca me tocou. Era só abraços, caricias no meu cabelo e no rosto. Mas comecei a me desenvolver, ficar mais bonita, corpo de mulher, comecei a observar que todas as vezes que rolava uma brincadeira ele ficava excitado, sentia a dureza do membro dele encostando em mim, aquela situação passou a dar vontades que Eu nunca tinha sentido antes.
Sempre dormi antes deles, mas um dia dormi até tarde e a noite não tinha sono. Mas fui para meu quarto no horário de sempre as 21h00, por volta das 23h00 ouvi uns barulhos no quarto deles e levantei bem de vagar e fui ver, quando abri a porta do quarto deles vi minha mãe de quatro e Ele socando aquele pau enorme nela e Ela gemia de tesão e apertando o travesseiro e em questão de segundos ela gozou que até gritou, quando ele deitou ela de barriga para cima e começou a bombar sem parar e minha mãe sussurrava para ele não parar e socar mais, quando ambos gozaram juntos e desfaleceram.
Aquela sena não saia da minha cabeça, Eu com 22 anos, virgem, nem namorado tive fui dormir pensando em tudo.
Quando acordei minha Mãe já havia saído e ele estava fazendo cafe, ele me deu um abraço e um beijo seguido de bom dia, como fazia sempre e foi para o quarto,
Eu tomei meu cafe e fui para a sala, derre pente ele veio e me pegou por trais e começou a fazer cocegas, na hora senti o membro dele duro encostando na minha bunda,
Eu estava de camisola bem fininha e transparente sem calcinha e deu para Eu sentir tudo, joguei ele no sofá e subi encima dele, estava de samba canção e comecei a fazer cocegas neles e ele ria sem parar

Eu sentada bem encima do membro dele comecei a esfregar sem parar, aquilo foi me deixando louca, mas eu não queria parar e ele percebeu mas deixou rolar a final ele também queria depois de um tempo comecei a sentir tremedeira, minhas penas já não se sustentava e começou a dar um calor, sentir ele ficar ofegante e derre pente gozamos juntos sem penetração, sem Eu ver o membro dele e ele também sem ver nada. Fui para o Banho e ele também mas no quarto deles.

1 comentário em “Incesto – Meu Padrasto I”

  1. isso já era de se esperar por mais que tentasse evitar você cresceu e ficou uma delícia de mulher ❤️ e ele já não via mais você como aquela criança de antes mas sim uma mulher que excitava e você também um homem que podia te ensinar a ser bem mulher ❤️❤️❤️

Deixe uma resposta