Dono do bar e corno

O q vou contar aqui é verídico Eu frequentava um bar q ficava aberto a madrugada inteira , trabalha lá o dono ( Jorge)e a esposa dele (Valéria) , quando um estava atendendo as mesas o outro estava na cozinha .Como eu comecei a frequentar lá quase todos os dias acabei fazendo amizade com o casal e como adoro comer mulher casada ,quando valeria estava atendendo as mesas sempre fazia uns elogios safados para ela , sempre dava uns sorrisos . Uma destas vezes em q eu estava lá uma cliente reclamou para Valéria q a porta do banheiro estava com problema Valéria foi ver ,ela veio até Amim para ver se eu podia ajudar ela com a porta , lá foi eu .A porta estava pegando no chão pedi para ela apoiar aporta para trás e de sacanagem passei atrás dela e esfreguei bem forte na bunda dela

Que me olhou e falou ,para q eu posso gostar .Aproveitei a deixa e dei um beijo no pescoço dela ,que se contorceu toda nós beijamos e ela voltou para o salão , volte para minha mesa e pedi outra ceva , Valéria veio com a ceva e falou te espero no banheiro e foi para lá eu fui logo atrás , entramos e ela fechou a porta começou a me beijar e falar q tava doida para sentir minha rola tirei para fora e ela agachou e esfregava minha rola na cara beijava chupava e esfregava na cara de novo , ela colocou um pé encima do vaso e ficou de costa para mim
E falou q tinha que ser rápido, estão já fui colocando sem dó e dando umas estocadas bem forte ela gemia igual uma putinha as estocadas era tão forte q deves em quando ela batia a cabeça na parede ,queria comer o cuzinho mas ela não deixou disse q outro dia ,gozei tudo encima da bunda dela q se vestiu toda gozada e saiu , voltei para a mesa , e logo depois veio o Jorge fale para ele se ele tinha cansado da cozinha ele falou q era hora da Valéria se divertir um pouco ,KKK mal ele sabia q ela já tinha se divertido

Deixe uma resposta