Descobri que meus pais fazem swing

Na minha adolescência meus pais sempre recebiam “amigos”, principalmente de fim de semana, nunca imaginei que aqueles “amigos” fossem na verdade amigos íntimos do casal.

Soube que meus pais praticavam swing depois que comecei a ir para faculdade numa que noite voltei mais cedo e flagrei um sujeito dando uma sapecada na minha mãe enquanto meu pai assistia.

Depois disso ficaram mais à vontade para receber, no começo era um choque encontrar um estranho em casa e saber o que ia acontecer ou já tinha acontecido, mas logo me acostumei e confesso que muitas vezes voltei para casa mais cedo justamente para ver um macho socando a rola na minha mãe, me excitava com isso a situação estranhava alguns, mas a maioria parecia gostar, socando a rola, apertando a tetas, lambendo o corpo dela, botando para chupar rola, gozando na boca…

Quem já participou de uma putaria sabe que o cara só está afim de gozar, usar a mulher de outro homem para isso, faz o sexo ser até mais excitante. O cara chega querendo fazer aquilo que não faz com própria mulher.
Eu sentava do lado do meu pai e curtia ver minha mãe d4 sem ar, mordendo os lábios com o pau de um desconhecido entrando no cu dela. Literalmente chorando na rola com o macho socando sem dó, rasgando ela por dentro…. Tem uns que gostam de joguinhos, outros de humilhar ou judiar e ver ela como uma égua sendo domada até se acostumar com aquele negócio entrando e saindo, dentro dela me dá vontade de gozar só de lembrar.

Quando meus pais se divorciaram achei que isso nunca mais fosse acontecer e de fato aqueles “amigos” fixos logo dei. Comecei a entrar em uma sala de bate papo sem muita pretensão, me excitava deixar outro homem louco para comer minha mãe. Um dia tomei coragem e perguntei se ela topava receber um “amigo”, o que ela recusou de cara, mas depois quis saber mais do interessado, deu aquela olhadinha marota na foto da jiromba e acabou topando.

O primeiro que eu trouxe para casa era motoboy um mulato, cafuçu do centreville um pouco mais velho que eu. O cara estava trampando mas assim que visualizou minha mensagem, combinamos a putaria para aquele dia mesmo pra não dar tempo de ela desistir.

Quando o cara chegou no portão de casa, fiquei com medo…O sujeito era alto, cheio de tatuagem, uma cara de marrento no estilo zé droguinha e não parecia com a foto.

Na hora que ele percebeu que eu não queria deixar ele entrar, foi logo criando uma situação e para não chamar a atenção dos vizinhos com o sujeito falando alto no portão de casa, deixei ele entrar.

– Ta me tirando de comédia FDP PLAFT!
O tapa que tomei na cara, fez meu rosto queimar suando frio.
Minha mãe ficou em choque, olhando para minha cara e eu com o cu na mão, morrendo de medo e vergonha.
– Esse viado vacilão do seu filho me chamou aqui e agora quer mete o loco.

O cara foi logo colocando o pirusão para fora e mandando minha mãe chupar, impossível não olhar para o tamanho daquela rola. Tratei de fechar a porta e fiquei estático, não sabia mais o que fazer.

– Vacilão. Olha como a sua mãe chupa gostoso. Essa sabe chupar.
Minha mãe chupava com vontade, a rola cumprida mal cabia na boca, grossa na ponta empurrava para dentro até engasgar. O sujeito ainda ia voltar para o trampo e mandou minha mãe ficar de bruços na mesa e abrir as pernas. Ela pegou uma camisinha e na hora que foi entregar para ele…

– Mano…Falo para ela o que você quer que eu faça na bunda dela.
Contei a minha mãe que ele só veio para comer o cuzinho pois buceta ele já tem em casa.

– Esse viado do seu filho quer ver eu socar leite no seu cu e não uso essa porra (camisinha).

Eu vi minha mãe sendo enrabada, gemendo com aquela rola dentro dela.
– Ai ai vai devagar…VRAUUUU VRAUUUU

Meu pau ficou duro vendo minha mãe daquele jeito, sendo usada não dava para saber se ela estava sentindo prazer ou apenas deixando o moleque folgado foder.

O cara socou a rola na minha mãe, até deixar ela melada no chão da sala…e nunca mais o vimos.
ale.incesto@gmail.com

Leia mais contos de swing

Compartilhe com seus amigos:

2 comentários em “Descobri que meus pais fazem swing”

  1. A buceta da minha filha é bem enxada. Ela adora olhar nós na cama fudeno. Ela tá louca pra fuder. Quando ela ta por cima de mim EU noto que ela gosta senti o grelo no grelo dela

Deixe uma resposta