Minha bundinha foi violada.

.. o mais fundo que pode, agarrado ao meu corpinho desfalecido, judiado e entregue.. gozando como louco em meu rabinho.. sem dó ou compaixão! Uma mistura de dor e prazer em minha bundinha lisa, branquinha e virgem… minhas nádegas foram abertas, meu anus indefeso, foi violado! assim aconteceu..

Essa historia real teve como protagonista um amigo de faculdade (Wilson) e meu sentimento de dor, raiva e prazer.. que contarei agora:

21 anos, olhos azuis, cabelo liso, loiro na cintura e neta de espanhois.. um corpo cheio de curvas e pele de bebe.. sou assim e ponto final. A cintura fina e a bundinha arrebitada é só um detalhe.

Estudo computação.. e sou sempre assediada.. porém um rapaz no fundo da sala me chamou a atenção por ser atencioso, Inteligente e sempre respeitoso. Wilson.. nos tornamos bons amigo. Estudamos por mais de 2 anos juntos.

Fiquei numa tarde na biblioteca da faculdade ate as 5 horas, onde sei la porque, nos cruzamos !! Sempre educado e atencioso disse-me que trabalhava na faculdade e que por ser seu horário de sua saida podia me dar uma carona. Aceitei sem pestanejar (ia de onibus mesmo).. estava cansada.

No caminho para casa passamos numa lanchonete e compramos um lanche.. paramos ali perto para comer. Uma rua cheia de arvores proximo a um cemitério. Ja era noite.

Me fez carinho nos cabelos e pegou em minha mão, porém, quando menos espero está aquela cabeça enorme e aquele pinto duro e quente na minha mão. Não deixou eu soltar e fiquei estatica.. comecei a apertar devagar, subindo e descendo.. ele me beijou, e gemia.. senti sua lingua dentro de minha boca. Chamei ele de tarado.

Abaixou minha cabeça e encontou seu penis, tentei dizer não, mas quando vi estava dentro de minha boca. Fiquei chupando, subindo e descendo e cuspindo naquele mastro por um bom tempo.. que loucura! Ele gemia, suas mão invadiram minha calcinha e minha bucetinha.. seu dedo alcançou meu clitoris. Fiquei louca mas disse pra parar, ali no meio da rua não!!
Ligou o carro e saiu rápido.. quando vi estava abrindo uma porta de um sitio.. um lugar escuro, com um bico de luz.. parecia abandonado. Foi fechar a porta e estacionou o carro.

Ali mesmo no carro, começou a me beijar e a tirar minha roupa.. segurei ele com força e ele gentilmente abriu minhas pernas, abaixou o banco e comecou a me chupar.. fechei os olhos e gemi, arrepiei… quando sua boca encostou na minha senti a cabeca de seu pinto entrando.. eu estava tremendo.. e minha vagina engolia aquele mastro quente e duro… começou um vai e vem frenetico.. fiquei molhada, suada me entreguei.. Estava sendo possuida acabada, nua, sem forcas pra dizer não.

Senti aquele mastro dentro de mim… com toda força, batia em minha buceta sem parar, sem dó.. sentia aquela cabeça enorme, deslizando, entrando e saindo, seus pelos, seu suor, ofegante e minha vagina engolindo aquele mastro, pedi calma, fechei os olhos pronta pra gozar, e ele como um animal me segurou pela bunda. Metia mais e mais… abracei e fechei os olhos, gemi.. gemi e gozei como nunca. Gozei naquele mastro duro igual pedra, estava entregue, vendida.. pedi que parasse.. queria me recompor.. e ele vagarosamente foi parando. Me beijou.. ofegante, estavamos tremendo. nos abraçamos e ficamos quietos. Mil coisas na cabeça !!

Perguntei porque não gozou… ele disse que seu sonho era meu rabinho, que queria gozar la.. as vezes senti seu dedo forçando meu anus. Eu falei não.. não daria meu rabinho de jeito nenhum.

Voltou a me fazer carinho e quando menos vi seu mastro estava dentro de mim de novo.. minha vulva estava ardendo cansada mas parece que abracava aquele pinto… sentia ele deslizar, não conseguia para-lo.. gemi, suei.. gozei.. tremi, relaxei, feliz.. e ele me apalpava, e acariciava,e colocou seu mastro em minha boca. Engoli o mais que pude, tentei fazer ele gozar e não consegui.. quando ele pegou um negocio no porta luvas. Era vaselina.. passou em meu corpo e fiquei lambuzada daquilo.. toda escorregando.
Começamos uma sessão de posições diferentes, calvalguei, de frente, de costas, minha buceta engoliu seu mastro e gozei pela terceira vez. Estava satisfeita

Pediu para que eu virasse, queria comer minha bucetinha por trás… queria bater seu corpo em minha bunda. Desconfiei mais virei de costas. Colocou um almofada em baixo de mim, arrebitou minha bunda me massageou e começou a espalhar a vaselina de novo.. esfregando em minha buceta e na minha bunda… senti seu dedo em meu anus… não tinha mais força pra dizer nada… deixei.

Minha buceta ja estava escravizada, senti um vai e vem louco, me abraçava forte, mordia minha nuca, gemia e eu rebolava, engolia aquele mastro com a buceta.. ate que parou.. subiu em cima de mim e começou a colocar a cabeca de seu mastro em meu anus… apertado, nunca tinha feito isso. Morta de prazer fiquei quieta… pedi para que colocasse com muito jeitinho.
Nunca senti tanta dor… aquele mastro violou meu botão, senti só a cabeça do pau dura entrando e saindo, meu anus agarrava seu mastro.. subia e descia.. era uma sensação de dor e prazer. Massageava meu clitoris.. Começou a empurrar mais fundo, pedi que parasse, estava sendo rasgada por dentro.. dor e prazer.. ele gritava e continuou cada vez mais fundo, ele gemia e quando percebi estava abrindo minhas nadegas e penetrando tudo… senti seu mastro todo dentro de mim, seus pelos seu saco batendo em minha buceta… meu anus não tinha mais forças para segura-lo.

Não parou… me segurou pela ancas, agarrou minha cintura fina e como um cavalo ficou batebdo em minha bundinha.. nessas alturas só sentia seu mastro deslizando… o que era dor passou a ser prazer.. passei a rebolar.. a engolir aquele mastro.. pedia mais.. viado, filho da p.., suado, fervendo, gozamos juntos freneticamente.. senti aquele liquido quente dentro de meu anus.. minha buceta tremia de prazer, meu anus totalmente indefeso.. aberto, vencido..

Ficamos deitados sem falar nada, so trocamos carinho.. e depois de uns 20 minutos me levou num banheirinho la fora (era um sitio), Tomamos um banho bem gostoso, onde lavei e chupei aquele mastro, cavalguei em seu pinto. Me virou de costa no chuveiro, ensaboou meu rabinho e me penetrou… abria minhas nadegas e acabou com meu anus.. me segurou forte e gozou como um louco. Fiquei 3 dias sem poder sentar..

Continuamos a ter nossos encontros menos acalorados, mas nunca vi um homem ficar tão louco e desesperado pra penetrar meu rabo.. me segurava e gozava tao forte, virava os olhos de tanto prazer.. enfim !! hoje moramos em cidades opostas e fica a lembrança. beijos.

Leia mais contos de novinhas

Compartilhe com seus amigos:

1 comentário em “Minha bundinha foi violada.”

Deixe uma resposta