Minha irmã me ajudou com a seca da quarentena

Como todos devem estar sentindo na pele, essa quarentena não está sendo fácil pra ninguém, principalmente por causa da falta de uma boa trepada!! Com o isolamento social, muita gente tá na seca… O que eu não esperava era que quem iria me ajudar morava sob o mesmo teto! Rsrs
Vou contar o que aconteceu pra vocês em detalhes. Vou começar me apresentando p vocês: meu nome é Cecília (mas minha família toda me chama de Ceci msm), tenho 28 anos, cabelo castanho escuro comprido, sou magra, e tenho uma bunda bastante avantajada, rs. Digo isso porque muito macho me fala isso, ou na rua ou na cama, até algumas amigas comentam. Meus seios são médios, mas são arrebitadinhos e tenho mamilos grandes que costumam me denunciar quando tô excitada kkkk’. Ah, e minha buceta é bem lisinha, sempre que consigo deixo ela assim, porque os pêlos incomodam e coçam muito. Quem é mulher e tá lendo isso, sabe!

Bom, aqui na minha casa moramos 4 pessoas, meus pais mais eu e minha irmã. Minha irmã é a Manuela (Manú entre a gnt), e ela tem 22 anos, seis anos a menos do que eu.
Quando a situação da pandemia começou a ficar mais grave aqui na região era lá pra Abril, e como meu pai e irmã são grupo de risco por terem asma, a gente teve que levar a sério o lance de ficar trancado em casa. Só saíamos pra supermercado, qualquer outra coisa era proibida, conforme combinamos entre nós 4. Minha mãe inclusive deu a maior bronca da vida quando descobriu que a minha irmã Manú tinha escapulido pra casa do namorado escondida, rs.
Com o passar dos meses, começou a ficar cada vez pior a seca da quarentena pra mim. Como eu e minha irmã não podíamos sair, nem nos encontrar com nossos respectivos namorados, estávamos já subindo pelas paredes!

Como cada uma de nós tinha seu próprio quarto, então tínhamos boa privacidade pra darmos nosso jeitinho, claro. Com isso digo bater uma boa siririca pra aliviar! Rs. Mas, pelo menos pra mim, chegou um ponto que me masturbar não estava sendo suficiente mais, precisava de uma adrenalina real, uma relação física mesmo! Quem é mulher sabe que às vezes siririca não resolve rsrs.

A esta altura eu e minha irmã não tínhamos comentado nada uma com a outra sobre o que cada uma estava fazendo pra aliviar o tesão acumulado. E também, sublinho que nunca tinha rolado NADA entre a gente até esse ponto, na vida. A Manú era hetero até onde eu sabia, e eu já tinha ficado com umas amigas mulheres antes, em festas e tal, mas nunca tinha transado com outra mulher.

Uma coisa que era comum em casa era eu e minha irmã (e as vezes até com nossa mãe) tomarmos banho juntas, ninguém via isso com maldade em casa. Era um momento que batíamos papo normal umas com as outras, e de quebra economizava água. Confesso que nessas ocasiões, fico bem excitada ao ver minha irmã peladinha… Ela é um pouco mais baixa que eu, tem o físico parecido no geral, só o que muda são os seios dela, que são muuito grandes, de deixar qualquer homem babando. Em compensação ela tinha menos bunda do que eu, mas ainda assim era uma baita de uma raba gostosa: redondinha e ganhava destaque pela cintura fina dela. A bucetinha dela tinha mais pêlos do que a minha, acho que ela gostava de deixar crescer mais, e se depila de maneira criativa sempre.

Esse tesão que eu sentia pela minha irmã nos banhos era sutil nas épocas normais. Porém, com o isolamento social e tesão borbulhando, o tesão no banho começou a aumentar bastante. Então teve um banho numa sexta feira de Maio, que o assunto que eu e a Manú estávamos falando no chuveiro era justamente a seca. Eu disse que tava foda aguentar, e ela respondeu que também não aguentava mais a abstinência. Então eu perguntei o que ela estava fazendo pra solucionar; maninha então disse que estava tocando siririca umas 2x por semana, ou quando dava na telha, no quarto dela, geralmente antes de dormir. Fiquei surpresa com essa frequência, era mais do que eu supunha antes. Então eu confessei pra ela que também estava sobrevivendo na base da siririca, e perguntei se ela assistia ou lia alguma coisa pra se masturbar, ou se usava algum brinquedinho. Ela admitiu então que não tinha vibrador, mas que gostaria de ter investido em um se ela soubesse que ocorreria essa pandemia, e riu.
Depois me deu a dica de um site pornô que ela assistia pra acompanhar as siriricas! Eu, obviamente, já conhecia o site, mas me fiz de boba e fui perguntando mais pra Manú, para ver a que ponto ela se abriria, hihihi!

Então Manú começou a descrever em detalhes os tipos de vídeo que ela assistia, e eu estava com a pepeka pulsando já, de tanto tesão com essa conversa!! Minha irmã não sei se notou, mas eu já estava dando sinais claros de tesão, mordendo meu lábio, arrepiada, passando a mão no meu clitóris… Aahh delícia! Então não resisti e mandei a real pra minha irmã: “Manú, me desculpe, mas essa nossa conversa está me deixando muito excitada, se importa se eu me masturbar aqui no banho??”. Ela lançou um ‘Uauu!’ meio brincalhão, e disse que estava tudo bem eu me masturbar. Então comecei, com uma mão, massageava meus seios e mamilos, que estavam durinhos de tesão!!! E com a outra, passava o dedo bem gostoso na abertura dos lábios, e tocando o clitóris no final no trajeto. Eu estava encostada na parede, e com os olhos fechados, que é o jeito que costumo me masturbar. Manú estava mais pro lado do chuveiro mesmo, sob a água.
Quando dei uma abertura de olhos, vi que a Manú estava quaase se masturbando também, enquanto olhava fixamente pra mim, ela brincava com os seios e as vezes com a entradinha da xoxota dela. Eu então resolvi usar a Manú de inspiração pra minha siririca. Falei pra ela brincando: “Pra quê imaginar, se eu posso olhar pra essa gostosa aqui bem na minha frente? Rsrs”
Ela mordeu os lábios dela e ficou bem animada com isso. E meu tesão estava a mil. Minha irmã começou a fazer movimentos bem sensuais pra mim, sabendo que eu tava homenageando ela.
Não resisti e logo comecei a gemer, mais e mais. “AAaAaahhhinn.., que maninha deliciosa que eu tenho, uuhnnmf..”
“Ah, é? Uii, eu que o digaa”
“AaaAaahhhrh.. Aaainnnh… AaaaAaiih..”

Então tive esse orgasmos delicioso, que eu não tinha há meses!! Que delícia…! Nunca tinha tocado siririca com alguém olhando, mas o tabu deixava tudo mais gostoso.


No dia seguinte, minha irmã e eu estávamos no meu quarto vendo série juntas. Não tínhamos comentado nada sobre minha siririca no banho até então, mesmo porque não daria para falar nada com nossos pais por perto. Mas como estávamos no quarto e meus pais estavam cochilando, ela se abriu. “Ceci, gostei muito de te ver tocando siririca ontem, hehe”, disse ela. “Nossa, foi o melhor orgasmo que tive nessa pandemia, Manú, kkk. Muito bom fazer no banho e com alguém olhando… Principalmente você, rs”, arrisquei eu. “Principalmente eu?”, repetiu ela. “Sim, sempre senti um calorzinho vendo você pelada no banho, maninha, você é uma baita de uma gostosa, sabe disso neah?”, falei pra ela. Ela disse que ficou lisonjeada, e que queria que tomássemos banho juntas hoje mais uma vez.

O restante do dia passou normalmente, fizemos janta e tudo mais. Pra mim demorou séculos pra passar esse tempo, pois eu estava muito ansiosa pra dar a hora do nosso banho kkkk’. Bom, finalmente chegou a hora, nos despimos como sempre e entramos no chuveiro juntas.
Manú começou a falar sobre umas chamadas de video sexy que estava fazendo com o namorado dela, e disse que era uma boa dica pra eu tentar fazer com meu boy. Mas depois ela sublinhou que não tinha nada que substituísse o toque real de alguém nela.
Depois que ambas terminamos de lavar o cabelo, ela disse que queria que eu posasse pra ela bater uma siririca, igual eu fiz no último banho. Fiquei muito excitada e animada que ela iria se masturbar pra valer na minha frente também!!
Ela começou acariciando de leve os lábios da xoxota, cada vez se aproximando mais do clitóris. Ela gostava de se tocar debaixo da água corrente do chuveiro. Achei diferente e interessante, porque eu preferia “no seco”, rs.
Bom, eu obviamente comecei a ficar muuito excitada com a cena. Minha irmã era uma gostosa, sua xoxota tava suculenta ali naquele momento, e ela estava vermelhinha de tesão.
Foi então que não resisti e falei pra ela: “Você disse que estava sentindo falta do toque de alguém em vc, né, maninha?”
Nisso, me arrisquei a levemente tocar a mão que ela estava siriricando, querendo dizer pra ela tirar a mão, pois eu usaria a minha.
Foi um tesão IMENSO que senti ao tocar meus dedos na buceta da minha irmã..! AaaHhrrn, que delíciaa!!! Subiu um calorzinho gostoso. Minha irmã, ao sentir eu tocando seu clitóris, soltou um gemido: “Aiinnh.. Gostoso, Ceci..”. Estávamos olhando com muita sensualidade pros olhos uma da outra, eu sentia a respiração dela no meu rosto, e vice versa. Sentia até nossos seios se ralando.
Comecei a deixar minha massagem na xoxota dela mais rítmica, e ela estava derretida nas minhas mãos, uhhhmmm!
“Aiiinnhh, aaahhr, aaAAAaiirhh.. continua Ceci… continua… Gostoso assimm..”, gemia ela.
No ápice do tesão dela, ela se virou de costas pra mim, empinou a bunda para eu mastubar ela por trás, e se encostou de frente pra parede, pois mal se aguentava em pé de tesão já, rsrs!! Delíciaa demais!

A bunda dela era um prato cheio pra mim, adorei poder esfregar e pegar naquela raba tesuda enquanto siriricava ela por trás!!!
O cheiro de buceta invadia todo o banheiro já! Humm! Isso porque enquanto eu masturbava minha irmã com a minha mão esquerda, eu usei a direita pra massagear meu clitóris…! MMMmmhh… Esse momento foi um dos mais deliciosos do isolamento social até então, nunca tinha estado numa situação tão sensual e íntima com a Manú assim.

Chegou um ponto que nós duas estávamos arfando de tesão, e com as pernas bambas. Ela de frente pra parede, e eu atrás dela esfregando gostoso meus dedos pela xoxota dela, e de vez em quando até enfiava meus dedos na vagina pra simular uma penetração nela. Da posição em que eu estava, aproveitei pra lamber, mordiscar e dar chupadinhas na orelha e na nuca dela. Ela deve ter gostado muito porque se contorcia de tesão!!!
Foi então que tivemos um orgasmo sincronizado!!! Eu e ela gemíamos alto e gostoso:

  • Aaaaiihnnn… AaaaAaAAiiiHHNNnm!!!
  • Aaaarrhh, AaaAaaarhinn!

Depois de uns segundos para recobrirmos as energias, ficamos de frente uma pra outra, e trocamos um delicioso beijo!!!

Compartilhe com seus amigos:

Deixe uma resposta