Minha Lolita

Esta história aconteceu quando tive 37 anos, era solteiro e morava só, porém não namorava ninguém e não gostava de colocar nenhuma mulher em casa. Estava a algum tempo na seca e a fata de sexo já incomodava e tava doido pra esvasiar o saco numa xoxota. Numa noite eu não estava conseguindo dormir de tanto tesão e tinha que transar pra me acalmar, numa hora pouco provável para essa empreitada libidinosa, pois eram umas 2 da manhã. Eu começei a rezar pro capeta por uma mulher quando uma voz feminina me chamou do lado de fora. Desci ao andar de baixo da casa para ver quem era cheio de curiosidade pra descobrir quem era e qual o assunto. No portão estava quem vou chamar de Renatinha, era muito jovem e conhecida no bairro. Era baixinha, magrinha, pele clara e de cabeos curtos, tinha coxas grossas e pernas torneadas, peitinhos pequenos. Ela perfuntou se eu estava dormi ndo e que viu a luz do meu quarto aceso, que estava passando pra casa. Renatinha era uma ninfeta sonsa, muito tarada, pra chamar atenção dos homens trajava vestido curto que mal cobria a bunda. Disse que não estava dormindo e perguntei se ela queria fazer companhia. Dito isso ela me respondeu dizendo que queria chupar meu pau e botei ela pra dentro de casa de pau duro e já melado vendo a jovem tirar a calcinha ainda no pátio de casa. Na minha cama ela deitou se com as pernas aberta. Eu já tinha transado com dezenas de mulheres más nenhuma tinha grelos tão enormes e fui logo chupando aquele montículo de carne mole, numa bucetinha toda raspada. Naquele corpinho logo penetrei sem camisinha e ela envouveu minha cintura com suas pernas pra empurrar a xoxota no pau. Ela parecia uma franguinha na minha pica toda suspensa com os braços aguarrados no meu tronco. Na foda Renatinha me disse que adora fuder e que queria dar comigo e já pensava que eu era fresco pois eu não me insinuava pra ela por sexo. Então eu comi a garota em todas as posições, demos 3 fodas naquela madrugada até as 5 da manhã, quando ela foi embora pra casa de uma amiga com quem mora. Pra terminar essa história ela vaio fuder comigo outras vezes, porém todos no bairro ficaram sabendo das visitinhas sapecas da Ritinha aqui em casa.

Compartilhe com seus amigos:

Deixe uma resposta