O dia que dei o cuzinho no matagal

Meu nome é Miro tenho hoje 57 anos ,o que vou relatar aconteceu a muitos anos atrás quando eu tinha 15 anos .
Nessa época eu já tinha perdido a virgindade do meu cuzinho para dois irmãos que me comeram quando eu tinha 12 anos e desde então comecei a sentir muita vontade de dar o cuzinho de novo, mas confesso que também sentia muito medo de que alguém descobrisse e eu ficasse falado . Eu morava em Suzano nessa época e eu descobri um lugar muito gostoso onde comecei a ir de vez enquanto ,era uma represa com muito mato ao redor muita área verde e também havia uma linha férrea onde passavam os trens cargueiros. Foi num desses dias que eu tinha ido até lá e me sentei na linha do trem para descansar após uma longa caminhada até o local. Pouco tempo depois vi um rapaz que desceu em uma trilha no meio do mato conduzindo duas vacas . Ele parou para elas pastarem ali no mato , foi quando ele tirou o pau pra fora e começou a mijar e depois ficou acariciando o seu pau e acabou batendo uma punheta alí mesmo. Ele não tinha me visto ainda , eu fiquei admirando aquele rapaz moreno , eu fiquei com muito tesão naquela hora e senti vontade de ir até lá e dar o cuzinho pra ele mas me segurei , foi aí que o rapaz me viu e guardou seu pau , e deu pra ver que ele ficou assustado em me ver
ali. Logo depois eu fui embora pra minha casa .
Aquela imagem do rapaz batendo punheta não me saia da cabeça fiquei o dia e a noite só pensando naquilo e me deu uma vontade muito grande de dar o cuzinho pra ele, mas tinha vergonha de chegar nele e dizer que eu queria dar o cuzinho pra ele . Então fiquei imaginando de que jeito eu poderia falar isso pra ele.
No outro dia cedinho eu voltei lá no mesmo local e pouco tempo depois o rapaz apareceu novamente com as vacas , aí ele já me viu lá sentado no mesmo local só observando ele. Ele ficou ali mais ou menos uma hora e meia até que subiu com as vacas pela trilha e foi embora e em seguida eu fui embora também. E fui pensando como eu ia fazer pra falar do meu desejo pra ele , foi aí que tive a ideia de escrever um bilhete e colocar preso na árvore onde ele ficava encostado enquanto as vacas pastavam. Então a noite eu escrevi um bilhete dizendo que sentia vontade de dar o cuzinho pra ele depois que vi ele batendo punheta alí debaixo da árvore. E se ele topava me comer .
Eu não consegui dormir de tanta ansiedade pra chegar o amanhecer pra eu colocar o bilhete lá pra ele ler. Assim que amanheceu eu corri pra lá e prendi o bilhete na árvore com uma fita adesiva e fui para o local onde eu ficava sentado olhando ele. Meia hora depois ele veio com as vacas demorou pra ele ver o bilhete assim que viu pegou e leu , aí ele olhou pra mim e me fez sinal pra ir até lá e eu desci para ir até ele , meu coração acelerou de anciedade quando cheguei ele olhou pra mim e disse: Isso e verdade? Você quer dar o cu pra mim? . Eu disse: Sim é verdade eu quero .
Ele me chamou e entramos um pouco para dentro do matagal ali do lado até um lugar onde havia um local com grama rasteira . Aí ele disse: Tira o calção e a cueca que eu vou te comer . Eu mais que depressa tirei o calção junto com a cueca e ele fez o mesmo e me mandou chupar o pau dele , e eu chupei bem gostoso e ele dizia : Que delicia você chupa gostoso . Agora fica de quatro aí que eu vou comer esse rabinho gostoso que você tem.
Eu fiquei na posição que ele mandou abriu mais minhas pernas e eu disse : Vai devagar tá , eu só dei uma vez até hoje . Ele falou: Pode deixar vou por tudo devagarinho . Eu vou começar a enfiar meu pau. Aí ele passou bastante saliva no meu cuzinho encaixou a cabeça do pau no meu cu e começou a enfiar , aí começou a doer e eu comecei a gemer e ele parou de enfiar ficou um tempinho parado ali e depois foi enfiando até entrar todinho nós dois gemiamos ele de prazer e eu numa mistura de dor e prazer ao mesmo tempo. Ele fazia o vai e vem com seu pau todo no meu cuzinho e dizia: Que cu delicioso nunca tinha comido cu de viado , o seu é delicioso .
Por várias vezes ele parava para não gozar até que depois de muito tempo ele aumentou o ritmo do vai e vem e socou bem fundo me fazendo gemer mais alto e gozou despejando bastante leite dentro de mim . Pouco depois ele se arrumou e eu limpei a porra dele que escorreu pelas minhas coxas e eu me vestir também e disse: Como vc se chama ? Ele disse : Meu nome é Edimilson e o seu? Eu disse : O meu é Miro . Ele disse: Se você quiser dar o cu pra mim amanhã pode vir que eu te como adorei esse cu delicioso. . Eu disse: Tá bom eu venho sim
Quando saímos do matagal demos de cara com o tio dele e eu saí ainda ajeitando meu calção . O tio dele olhou pra nós e disse : O que vocês estavam fazendo no meio do matagal? O Edmilson disse: Nada não tio . Ele chamou o Edimilson pra subir e eu fui embora e confesso que fui feliz por ter realizado o meu desejo.
( Esse relato não termina aqui tem a segunda parte que eu vou contar depois . Espero que gostem.)

Compartilhe com seus amigos:

2 comentários em “O dia que dei o cuzinho no matagal”

  1. li o conto porque lembrei de algo semelhante que aconteceu comigo. era ainda mais novo que você, e meu vizinho e eu fazíamos umas brincadeiras de “mostra o teu que eu mostro o meu”. um dia ele me convidou para ir com ele para um riozinho perto da casa onde morava. na trilha, num local mais fechado da mata, ele falou que precisava fazer xixi. tirou o pau para fora e eu nao parava de olhar. ele perguntou se eu queria brincar li. falei que sim. e então ele disse “mas quero que você chupe meu pau hoje”. me agachei na frente dele e comecei a chupar. ele mandou eu levantar e me virar de costas. obedeci. ele abaixou meu calção, abriu minhas pernas e mandou eu empinar a bunda. começou a passar o pau no meu cu. senti aquele pau lambuzado, quente, duro, no meu cuzinho foi uma das melhores sensações que já tive. meu coração disparou. fiquei nervoso e com tesão. ele tentou colocar o pau para dentro, mas eu estava nervoso e nao entrava. falou para eu relaxar e foi colocando o dedo, foi abrindo o meu cuzinho. então, depois, colocou o pau de novo e foi forçando, ardeu, doeu… e quando passou a cabeça inteira eu dei um gritinho… ele falou “shh.. fica quietinho que agora você vai gostar”. e foi enfiando mais e mais o pau. comecei a gemer, e ele a meter. ele me comia e me punhetava. o tesão foi tanto que gozei antes dele. “gostou de dar o cuzinho, né pedro?!” ele tava com a mão dele lambuzada com a minha porra. me segurou pela cintura e meteu com mais vontade até gozar dentro de mim. tirou o pau. meu cuzinho aberto, escorreu porra toda melecada. o pau dele todo sujo. limpou com um pouco de água que tinha levado para tomarmos. eu me limpei com uma folha do mato que tinha por perto. colocamos a roupa e fomos até o rio, como se nada tivesse acontecido. mas é impossível ficar na primeira vez…

    1. É verdade Pedro depois que dá o cu pela primeira vez a gente quer sempre repetir . Depois dessa dei várias vezes pra homens diferentes , e adorei todas as vezes que dei.

Deixe um comentário