Perdi o cabacinho com 10 anos – Conto Erótico Privê

Eu tinha um colega que era muito chegado a gente brincava muito,nós tinha uma cabana,numa construção abandonada,a gente sempre ficava brincando de medico…

ele sempre me apricava injeção,sempre colocava o pauzinho dele na minha boca para ver a temperatura,depis apricava a injeção na minha bundinha,eu não sentia nada eramos crianças tinhamos um piruzinho pequeno e fininho,nem sei se entrava na minha bundinha,enviava ficava empurrando saia um liquido fininho e muito pouco,ele só ficava mexendo no meu piruzinho mas nunca colocou na boca só deixava eu colocar também na bundinha dele,a gente fazia isso sempre,um dia a gente estava na cabana começou a chover,meu amiquinho foi em casa apanhar um cobertor estava frio,na cabana tinha uma esteira,a gente passava muito tempo ali,só que ele não voltou,apareceu o Mauricio um garoto de 15 anos grandão,falou a mãe dele não deixou ele voltar,ai falei vou embora também o Mauricio falou espera um pouco deixa parar a chuva,ficamos começou a esfriar sentamos no chão e se cobrimos,começou a chover forte o tempo foi passando já de noite,fiquei com medo,muita chuva trovão.

O Mauricio me abraçou falou Estou aqui pra te proteger fica com medo não,com tempo cada trovão ele me agarrava mais,Ele deita ai deitamos numa esteira,ele me abraçou colocou a mão no meu peito e começou a mexer eu comecei a gostar ele começou a me encostar forçando eu virar de lado, Eu sem entender virei ele veio me encostou na minha bundinha,começou a cheirar minha nuca,mordendo de leve ,Eu sem inteder nada,mas achando gostoso,ele cada vez me apertando mais,até que ele me encaixou alguma coisa no meio as minhas pernas, fui deixando,ele mordendo meu pescoço e eu gostando,ele abaixou meu shorte começou a mexer na minha bundinha.

Eu tentei tirar mas ele era muito forte,quando senti um negocio no meio das minhas pernas levei um susto,quis me levantar ele falou calma não vou fazer nada,ele me apertou aquilo latejando quentinho fui deixando fui relaxando e ele continuou no vai e vem,ele pegou minha mão colocou no pau dele leveium susto ,não sabia que tinha um pau tão grande,tentei tirar mas ele segurou comecei a mexer na quele pau,com tempo até estava gostando começei a mexer com duas mão ele me ensinando como fazer,ele colocou a mão na minha cabeça forçou até o pau,ele dá uma chupadinha,começei a colocar na boca mas não entrava,ele só a cabeça,chupei só a cabeça

depois ele me colocou de quatro numa cadeira começou a lamber meu cuzinho molhava o dedo e passava e enfiava o dedo,até ai eu estava gostando minha tripinha estava durinha,derrepente ele tenta colocar na minha bundinha ele forçou eu começei a chorar estava doendo,ele colocava mais saliva e tentva de novo,sofri muito,depois muito tentar ele consequiu colocar a cabeça parecia que ele estava me rascando ele forçou tanto que acho que entrou tudo,Eu chequei a desmaiar de tanta dor,ele me arrombou todo,acordei com ele encima com o pau ainda na minha bunda,parecia que ele tinha jogado aqua dentro da minha bunda,mas era porra,ele foi tirando o pau eu deitei no chão não aquentava nem levantar,estava todo arrebentado.

Ele ainda fez eu passar a lingua no pau dele todo lambuzado,ele foi embora me deixou todo arrombado,depois da quele dia nunca mais voltei a cabana,o tempo passou me casei,mas sentia que estava faltando alguma coisa,fiquei traumatizado com pau grande,sai da cidade fui morar na capital com meus pais,depois de quarenta anos,voltei a cidade por que tinha falecido um tio que morava lá,Acabou eu indo lá era seis horas de viagem,Comprei uma passagem para meia noite pra chegar bem cedinho para ir ao enterro,Olha o que aconteceu na viagem,tinha uma familia viajando e ia soltar uma cidade antes da minha,na minha poltrona um garoto de 14 anos.

Eu um coroa e um moleke,começamos a conversar,no meio da viagem,o moleke puxando assunto de mulher e tal,depois da primeira parada ele me mostrou uma revista de mulher pelada,Eu falei teu pai vai brigar com contigo,Ele não liga não,começou a olhar e me mostrar,começei a ficar de pau duro e notei que o moleke mexendo no pau,ele falou acho que vou no banheiro bater uma punheta,Eu falei fica ai cara.

Humm to cheio de tezão,ele na maior cara de pau falou voce não quer bater uma pra mim,Eu sem jeito falei que isso muleke,To brincando tio,ficamos em silencio,fiquei pensando besteirao pau mais duro ainda,sem querer coloquei o braço na perna dele,ele sentiu botou o pau pra fora,pegou a minha mão e colocou no pau dele,vi que o pau era pequeno,comecei a gostar,lembrei da infancia começei a ficar com tezão,fiquei imaginando chupando uma rola não perdi tempo depois de velho cai de boca o moleque ficou doido segurou minha cabeça não demorou muito gozou na minha boca que gozada gotosa,leitinho quentinho,chupei tudo,ele obrigado tio,falei nada,na parada fomos fazer um lanche ele não falou nada,voltamos ao onibus senti que estava faltando algo ainda de pau duro,falei pra ele,Agora é sua vez,ele eu bato uma punheta pra voce mas só se voce deixar eu comer sua bunda,Eu que isso muleke.

Passou uns minutos o tezão foi mais forte,Eu doido para gozar,começei a vira a bunda pro lado dele,ele percebeu,começou a passar a mão na minha bunda,abaixei a calça ele colocou o pau no mu rego,pequei a mão dele coloquei no meu pau,ele colocou o pau no meu cuzinho começou o vai e vem,lembrei do tempo de criança,aquele garotinho me fazendo de puta depois de velho,acabou ele gozando na minha bunda e não doeu nada,ele ainda chupou meu pau até eu gozar.foi muito gostoso.Será que na volta eu arrumo outro macho,desde que tenha um pau pequeno.

Leia mais contos erotico gay novinho

Compartilhe com seus amigos:

9 comentários em “Perdi o cabacinho com 10 anos – Conto Erótico Privê”

  1. Depois de ler esse conto a inocência de dois moleques mas que no ato ficaram de pau duro nem sabendo pq ficaram e rolou até chegar aqui e expor isso lembrei do meu tempo de ensino médio em casa em momento de construção que eu e meus amigos usávamos pra fazer essas sacanagens que hj lembro não nego se tivesse essa cabeça de hj mamava meu amigo e tomava o leite dele até pq só de lembrar do pau dele duro na brincadeira na hora pedindo pra eu pegar não me forçou nada nunca mas tentou me comer num dia e quase fui laceando não nego mas ele sendo criança inocente tbm memso gostando daquilo eu pegar o pau dele eu ele é mais um amigo que brincávamos de esconde esconde na construção que era de gente rica e com tantos cômodos e ele doido sabendo que eu tava gostando de pegar no pau dele e bater ele nem chegava leitar meu arrependimento hj e esse pq até cheguei colocar aquele pau pelo menos a cabeça na boca e ele não sabia o que era leitar e queria colocar no meu rabo e por ficar doido desse dia por a cabeça do pau dele dura e sim babada deixei ele tentar meter meu rabo mas mesmo pequeno eu tbm criança inocentes mas ambos doidos eu louco pra sentir ele colocar ele duro querendo meter e acho que saber como era meter até mesmo que um cu deixei ele tentar meter mas não aguentei o pau dele era normal mas nunca tinha sido laceando até então por uma vara era bem fechado mesmo doido pra sentir como era levar o pau do meu amigo na hora mas ele forçou e ficou mais duro ainda e sentia que tava babando mais mesmo assim não aguentei levar o pau dele o que hj lembro sendo criança os dois querendo fazer fico doido de não mamar e não saber chupar ele é que saia leite gostoso pra tomar se soubesse na época eu mamária mto a pica dele e tomava o leite dele mto com tesão depôs um ano após isso que já sábia que queria tomar pau de macho levei de um colega de ensino médio o cara mais pequeno o pau mas me comeu perfeito dei e ele tirou meu laço de acordo não sei se ele sabia o que tava rolando mas me fazia ir no banheiro da escola no 2 ano do ensino médio pra mamar ele é aí sim amei e vi o que era tomar leite da macho ele ainda saia doce pouco leite grosso mas tomava e ele fazia eu engolir ainda se não eu apanhava hahaha será que sou puta por isso me ensinaram na escola ser assim puta de macho que manda?

  2. Sério tô de pau duro babado aqui de lembrar que perdi na época de mamar meu amigo por não ter feito nada ainda mas estar gostando pra caralho ele duro pedindo pra pegar nele e até que rolou mtas vezes essa brincadeira de sábado nessa obra ele não aguentou pediu pra mamar ele mas mamei só a cabeça e hj lembro que coloquei na boca aquela vara tão babada pq o dele babava mto hj sei que o mel da um tesão pra mim ainda mais mamar o cara que baba o pau mas qdo lembro disso que poderia ter mamado ele até leitar e tomar leite dele me da arrependimento

  3. Tempo bom,quando a gente não tinha maldade ,Era tão bão ficar mexendo no pauzinho do amiquinho, Era gostoso guando eu deixava o colequinha ficar passando aquela tripinha na minha bundinha,um uma delicia,e guando ele colocava na minha boca eu chupava e recebia uma coisa fininha e salgadinho,era muito gostoso,era muito bom aquele tempo,como era bom bater uma punhetinha.

  4. Gostei do conto gostaria de encontrar um garoto assim pois sou louco pra dar meu cusinho mas q tenha o pau pequeno tbm chupar é sentir o Gosto do leitinho de um moleque adorei

Deixe uma resposta