Primeiro Boquete – Ruma a mil mamadas

Eu tinha por volta de 14 anos, e fui viajar com a família de minha avó, para a região do Guarujá.
A família da casa tinha 3 filhos, uma menina de uns 19/20 anos, muito bonita e trabalhava com educação física, o filho do meio que era roqueiro, cabelo enrolado até a cintura e bem magro. Estilo o jogador Casagrande, porém com o cabelo bem maior, e o mais novo tinha uns 10/11 anos.
Eu já trabalhava aqui no Rio e frequentava muito fliperama naquela época, por isso acabei fazendo mais amizade com o filho do meio.
Ele já saia a noite e sempre me levava, pois eu jogava muito fliperama, era bem melhor que o pessoal de lá e com isso ele apostava e eu jogava. Ficava bem feliz por sair a noite e não ter hora para voltar e ele sempre com grana para gastar e beber. Em uma destas saídas ele arrumou uma garota, branca de cabelos negros e bem alta, que estava com uma outra loira, baixinha. Eu não era tão desenrolado, já tinha namorado, mas nada demais.
Ficamos conversando até bem tarde e voltamos andando para casa e no meio do caminho paramos e começamos a conversar e eles bebendo.
Uma certa hora ele sumiu com a garota morena e eu fiquei com a loirinha.
Acho que a bebida fez efeito nela, deixou ela bem animada, que do nada ela me agarrou e me levou para fora da estrada e começou a me agarrar… Eu adorei, nem acreditava… E comecei a passar a mão nela, agarrando os peitinhos, mas nem sabia tirar a camisa dela e colocar os peitinhos para fora…
Ela não aguentou, me colocou sentado e falou vou te dar um presente que você não vai esquecer….
Abaixou minha bermuda e naquele momento recebi o primeiro boquete da minha vida…
Que coisa deliciosa… Parecia que tinha colocado meu pau em um buraco de veludo, bem quente… Meu olhos reviravam. E eu só querendo que este momento não acabasse nunca.
Ela descia molhando e subia secando…
E quando eu não conseguia mais me segurar, explodi em um gozo muito intenso e ela nem se abalou, continuou no que estava fazendo…
Engoliu tudo e deixou ele todo limpinho, e eu só me tremia…
Eu nem sabia que existia algo tão bom…
Ela se levantou e disse: – Garanto que você nunca vai esquecer de mim.
Não é que encontrei uma vidente?
Esta é a história do 1o. boquete que recebi.
Gostei tanto que coloquei uma meta, quero receber 1.000 boquetes, atualmente estou em +-680.
Se quiser me ajudar a chegar no meu sonho e ainda ter um conto publicado, sou do Rio de Janeiro e é só me chamar milmamadas@yahoo.com.

Compartilhe com seus amigos:

Deixe um comentário