Troca no “troca-troca” da muito tesão e o resultado é delicioso

Hoje estamos com 50anos, eu e o meu amigo de infância (Mauro) voltamos a nos encontrar depois de uns 30 anos.

Na infância aquelas coisas de menino, punheta, pegação, esfregação, encostada, morávamos perto mesma idade, estudávamos de manhã e tinha a tarde toda livre para sacanagem.

No começo era punheta com revistas pornô, até que tivemos ideia de eu levar calcinha usada da minha irmã bem mais velha já adulta, foi uma festa, lambia, cheirava era punheta de mais até que o Mauro levou da mãe dele ai sim foi delírio trocava as calcinhas e muita punheta, e disso passou um punhetar o outro e as coisas foram evoluindo para encouchada e quando notamos já estava no boquete, tudo sem nem gozar ainda, foi meio vicio praticamente todos os dias, ele foi o primeiro a conseguir enfiar de entrar mesmo e foi no meu rabo, doeu muito, ficamos vários dias só no boquete e punheta até eu conseguir enfiar nele também, tentava ele se retraia até que deu certo consegui enrabar ele também foi bom ai paramos por um bom tempo até se recuperar, e quando voltamos a tentar o troca-troca ai começamos a levar creme, óleo tudo que encontrava no banheiro de casa levava, só que fizemos diferente a vez que o Mauro metia no meu rabo eu não metia nele, ai na outra vez eu metia no rabo dele e ele não no meu rabo, ai deu certo e ficou mais gostoso, nos viciamos nisso que toda semana um comia o cu do outro isso foi muito tempo até que ele foi morar em Minas ai perdemos o contato, aquele tempo não era como agora.
E mais ou menos uns 2 anos ele voltou a morar aqui em Curitiba e através das famílias ficamos sabendo e nos encontramos, agora os dois casados com filhos ele tem até neto. Se aproximamos e conversa vem um dia quando deu oportunidade acho que ele também estava com ansiedade de tocar no assunto sobre nossas sacanagens deu certo e entramos no assunto, ele me falou que tinha uns amigos que as vezes faziam e ele sempre era enrabado mas comia alguns cuzinhos também, eu falei que depois somente comi vários rabos e só uma vez fui obrigado a dar para um Travesti que foi a última, me arrebentou todo parecia um cavalo de grande, mas fui em que procurei me fodi.

Nos dois falamos em estar com saudades e marcamos, ele tem uma casa vazia de família para alugar e foi por várias vezes nosso local de foda.
O reencontro foi muito gostoso, providenciei um colchonete, ele levou KY, e ficamos a tarde toda, pensei que não ia conseguir mas nos dois conseguimos gozar duas vezes, o engraçado que na infância o meu pau era maior que o dele, e agora o dele ficou maior e mais groso, foi delicioso ele quis me dar primeiro, meti de 4 foi até as bolas ele literalmente gritava e gemia, nossa que foda gostosa, lembramos tudo nossos boquetes até foi assim que bebi o esperma dele pela primeira vez, ele não se aguentou e gozou na minha boca, gosto forte mas excitante, eu me controlei e queria era gozar no cu dele e consegui duas vezes a primeira com camisinha e a segunda sem de escorrer, eu tinha comido vários cuzinhos de homem, travesti, mulher mas o cuzinho dele me deixa maluco, porque vem a lembrança da infância que era tudo que tinha, que tesão.

Já fazem dois anos que voltamos a transar, quase toda semana ou umas 3 vezes por mês e sempre os dois um come o cu do outro melhor ainda, mamada é sempre e agora tanto ele quanto eu gostamos de beber o leitinho um do outro e depois nos beijarmos, continuamos casados fodemos sempre nossas mulheres e o engraçado que toda vez que levo no cu do meu gostoso amigo de infância quero comer o rabo da patroa as vezes consigo, ela comenta está ficando coroa tarado agora depois de velho quer comer meu cu.

Já fizemos a loucura de ir para hotel e nesta vez foi ótimo cada um levou a calcinha da mulher usada, nossa que tesão lamber o suor da mulher dele e ver ele lamber o suor da minha, usamos a calcinha e fodemos muito.
Estamos planejando para fazer uma festinha com mais alguém, já pensamos em levar um travesti, uma mulher ou um homem totalmente passivou ou totalmente ativo, até casal pensamos e se apresentar como nós ser um casal, sei lá o que vai acontecer, mas que vamos gozar e dar o cu e comer cu bastante vamos, esperma na boca não vamos ficar sem com certeza.

Uma coisa eu sei de mim depois que nos reencontramos nunca mais procurei outro homem para sexo, apenas minha mulher.

[email protected]

Compartilhe com seus amigos:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

4 comentários em “Troca no “troca-troca” da muito tesão e o resultado é delicioso”

    1. Bom dia…..curti seu conto. Eu 39anos Moreno claro 170alt 83kg parrudo e ativao uso barba 17cm de piroca. Casado tbem. Aguardo retorno…..td no sigilo.

  1. Esse tipo de conto me excita muito! Gostaria de contato com pessoas pra trocar ideia e futura amizade ou algo do gênero. as pessoas me contatam e sem se apresentar, já querem foto de rosto e videos. Gosto muito de sacanagem e putaria com descrição! Quem quiser um contato na moral, meu zapp é 21 998937465

Deixe uma resposta