Uma noite no castelo de Maria Padilha

Uma noite no castelo de Maria Padilha

Me chamo D e meu marido se chama R . Estou usando apenas letras para poder me manter incógnita. Somos ambos espíritas umbandistas e já tivemos várias experiências interessantes no meio astral. Vou Aki relatar uma que me aconteceu a poucos dias e ainda estou até machucada mas prazerozamente satisfeita,e toda vez que lembro me bate uma louca vontade de transar daquele jeito novamente. Mas vamos ao fatos.

Uma noite quando estava deitada, meio adormecendo, meio acordada, uma mulher muito bonita veio me buscar pra eu ir com ela a algum lugar, ela me estendia a mão e eu me levantava da cama e a seguia, guiada por ela. Era uma mulher muito bonita como já falei antes, alta, esguia, corpo e pele perfeitos cabelos longos lindos, bem tratados esses de dar inveja, se vestia com um vestido vermelho que era tão delicado que escorria pelo corpo a cada balançar de suas ancas volumosas e de seu andar sensual. Continuei segundo ela, chegamos em frente a uma porta enorme de um castelo que foi aberta para nós entrarmos. Era uma construção belíssima com muitos detalhes nas paredes nas portas no teto, tudo em fios dourados de ouro. Era muito lindo.

Assim que entramos no castelo, ela mandou que eu deitasse em cima de uma mesa muito grande, eu deitei, porém antes ela tirou minha roupa toda e saiu. Eu fiquei deitada la naquela mesa nua em pêlos, foi quando eu senti uma mao muito leve tocando no meu cabelo, com toda delicadeza. Era um homem muito bonito alto e forte. Estava totalmente nu. Ele não falava nada, só tocava cada vez mais no meu corpo. Suas mãos e seu toque eram tão delicados e fortes ao mesmo tempo que eu não sabia se ficava com medo ou se ficava calma. Depois de tocar no meu corpo todo, eu já estava a mil, ele se chegou mais e meteu o pau dele todo na minha boca, eu fiquei sem açao. Quando eu olhei para o lado da mesa ia chegando um outro homem tambem alto, moreno e muito forte e começou a beijar meus pés. Era uma loucura aquilo tudo. Do corpo dele o suor escorria, e a pele dele brilhava e eu ficava olhando para ele, um pouco assustada, mas admirando ao mesmo tempo, enquanto isso o outro colocava aquele pau grande e grosso na minha boca. Eu ja estava pra lá de melada sentia minha umidade escorrer pelas pernas quando dei por mim o outro meteu o pau dele facilmente na minha buceta de uma vez só. Entrou tão fácil e tão gostoso pois estava muito molhada, kkkk . Já estava louca de tesão e medo. Aí a mulher que tinha me levado lá chegou e segurou minha mao e me falou, – “nao tenha medo não, só aproveite. Hoje a noite é sua. Quando ela estava segurando a minha mão, chegou um outro homem mas antes ela me virou e eu estava ali chupando aquele pau enorme e grosso e levando na buceta e segurava a mão dela olhando fixamente aquela mulher quando o outro que vinha chegando meteu na minha bunda. Foi louco demais. Eu comecei a gostar, tava um pouco assustada no início , mas tava começando a gostar. Ai eles começaram a me fuder bem forte, lento e profundo ao mesmo tempo.Tinham outras mulheres ali naquela sala, estavam todas nuas mas só olhando. Elas me olhavam com olhar de ciumes deles. Umas estavam com tachos na mao,e dentro dos tachos tinha taças com bebidas.Elas começaram a tocar em seus corpos, delicadamente,enquanto elas olhavam os homens meterem seus paus dentro de mim. A mulher que segurava a minha mao, saiu. Eu queria saber o porque só comigo que eles estavm transando depois de ter um monte de mulheres la lindas. Quando os tres gozaram, chegaram outros tres mais lindos que os outros. Eu admirada com tanta beleza daqueles homens que não sabia o que fazer. Ai foi quando um deles meteu a língua dele na minha buceta, parece que aquela língua era da grossura de um pênis. Era muito gostosa aquela sensação da língua entrando e a mesmo tempo sentir ele chupando minha buceta.

Não me segurei e gozei loucamente. Quanto mais eu gozava mais eu queria gozar. O outro veio e fodia minha bunda com força , e o outro acariciava meu corpo todo. Aí ficou um fudendo minha bunda, um minha buceta, outro minha boca e mais um acariciava meu corpo todo. Perdi o medo e a timidez e deixei que eles tomassem conta de mim toda. Era uns saindo e ouitros chegando para me comer. Eu la em cima daquela mesa delirando de tanto prazer. Era muito louco quando eles metiam a língua na minha vagina, parecia que a língua deles era um penis macio e grosso, equando ela entrava parecia um penis socando forte e bem fundo na buceta. Eu gozava loucamente. Senti que estava ficando com o meu corpo fraco ,mas eu não queria que aquilo tudo parasse. Eu tava me sentindo como uma princesa.Teve um que chegou e gozou e melou minha cara toda. Eu não queria nem saber. Foi quando a mulher que tinha me levado chegou la e falou que eu precisava voltar, que eu estava muito fraca. Ai foi quando eles sairam, eu fiquei la deitada, ela pegou na minha mao, eu acordei. Quando eu acordei eu tava com o corpo muito fraco, e estava com a vagina toda melada, e minha bunda toda dolorida. Passei uma semana sem poder defecar de tao doido que tava meu orificio anal. Mas eu me senti a mulher mais feliz do mundo.Todas as noites peço para que aconteça novamente.

Compartilhe com seus amigos:

1 comentário em “Uma noite no castelo de Maria Padilha”

Deixe uma resposta