Dei pra dois desconhecido na rua

Oi pessoal tudo bem ? Meu nome é Paulo, mas podem me chamar de Pâmela ou depósito de porra rsrs, tenho 21 anos, bem afeminado, bumbum grande e lisinho, desde dos 15 anos sabia que eu era gay, adorava pegar as roupas da minha irmã, quando fiz 18 fui fazer faculdade em outra cidade, eu amei isso, pois poderia me vestir de mulher sem ngm encher o saco, adorava ir pras festas bem putinha, um belo dia teve uma festa aqui na cidade e eu fui, tava vestindo um vestido branco, um salto alto, uma maquiagem bem sexy e uma peruca ruiva, tava linda naquele dia, a festa foi top, bebi, fiquei com vários, mamei uns dois, mas infelizmente não dei pra ngm, fiquei meio frustrada com isso mas TD bem, saindo de lá percebi que tinha perdido o dinheiro do Uber, aí decidir ir a pé, era perto da minha casa msm, até que cheguei numa rua meio escura e vi dois caras bebendo no portão de uma casa, fiquei meio assim mas continuei andando, estava passando por eles, aí um deles falou “que cdzinha mais linda”, deu uma mistura de tesão e medo na hora, mas continuei, até que um vem até mim, chega por trás e começa a me acariciar, já senti o pau dele duro na minha bunda, ali o tesão falou mais forte, ele me chamou pra entrar na garagem e dar para os dois, não falei nada eu só entrei, aí mandaram eu abaixar, eles tiraram o shorts, fiquei encantado com aquelas duas rolas gigantes pra eu mamar até que um deles me deu um tapa na cara forte e falou pra eu chupar logo, comecei a chupar um e punhetar o outro, fui trocando, até que um me levantou, subiu meu vestido, puxou a calcinha pro lado, deuuma cuspidinha no meu cu e começou a meter forte, doía muito mas depois me acostumei, aí eles ficaram revezando, até que um falou ” onde vc quer gozar?” Para o outro e ele respondeu, nesse cuzinho maravilhoso, aí o outro falou que ia gozar na minha boca e se eu não engolisse ia apanhar, aí o cara começou a meter forte, até que sentir ele gozando, ele colocou a calcinha de volta e puxou meu vestido pra baixo e falou “você vai voltar toda gozada pra casa sua puta” aí ajoelhei dnv e mamei o outro, até que ele começou a forçar que eu quase vomitei, ele anunciou que ia gozar, ele acabou gozando na minha boca e na minha cara, ele ainda me deu um tapa na cara e falou “volte sempre piranha”, fui embora toda gozada, dps disso vou direto lá na casa deles

Deixe uma resposta